Pesquisa diz que Temer é igual a Dilma

Maioria dos entrevistados pela CNT considera que os governos estão iguais e que não percebe mudança no país

Por O Dia

Brasília - A avaliação do governo Temer tem números bem semelhantes ao de Dilma. É o que mostra pesquisa CNT/MDA divulgada ontem. Na comparação entre os dois, 54,8% dos entrevistados disseram que as gestões estão iguais e que não percebem nenhuma mudança no país. Para 20,1%, o interino está melhor do que a afastada, enquanto 14,9% o consideram pior. 

É grande a parcela dos que não souberam ou não quiseram avaliar: 30,5%. Consideram ótimo ou bom 11,3%; para 30,2%, o atual governo é regular, enquanto 28% opinaram como ruim ou péssimo. No que se refere ao desempenho pessoal do presidente, 40,4% desaprovam, e 33,8% aprovam.

Clique na imagem para ampliar o infográficoArte%3A O Dia

A pesquisa revela que 46,6% dos brasileiros acreditam que a corrupção no governo Temer será igual à ocorrida no governo Dilma. Ainda segundo a CNT, 28,3% acreditam que ela será menor; enquanto 18,6% avaliam que será ainda maior.

Endosso de impeachment

A CNT perguntou o que o brasileiro pensa em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff: 62,4% dos entrevistados consideram correta a decisão pelo afastamento e 33% avaliam como um erro. Enquanto 61,5% dizem que o processo foi legítimo, 33,3% avaliam que foi ilegítimo. Para 68,2%, Dilma será cassada e Temer permanecerá no cargo, 25,3% acreditam que Dilma reassumirá o cargo.

Apesar de o impeachment ter sido motivado pelos atrasos nos repasses a bancos públicos para pagamento de benefício sociais feitos pelo governo Dilma, por meio das chamadas pedaladas fiscais, 44,1% dos entrevistados dizem que o motivo do afastamento é a corrupção.

Últimas de Brasil