'Nenhum dos senhores manda nessa nega aqui', diz Tia Eron

A deputada federal, considerada voto decisivo, compareceu a votação que define o destino de Cunha no Conselho de Ética

Por O Dia

Brasília - Considerada voto decisivo para definir o destino do presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha, a deputada federal Tia Eron (PRB-BA), afirmou que vai decidir com sua consciência. A votação acontece nesta terça-feira, no Conselho de Ética da Câmara, em Brasília. O comparecimento da parlamentar era uma incógnita, já que havia boatos de que ela enviaria seu suplente para a sessão do parecer sobre Cunha.

A deputada federal%2C Tia Eron (PRB-BA)Agência Brasil / Wilson Dias

"Chamaram Tia Eron para resolver os problemas que os homens aqui não conseguiram resolver", esbravejou ela, acusando os outros deputados de tentar influenciar sua decisão. "Nenhum dos senhores manda nessa nega aqui".

Após o comentário da deputada, uma confusão precisou ser contornada pelo deputado federal e presidente da comissão, José Carlos Araujo (PR-BA). Ele apelou para que os outros parlamentares, não interrompessem o tempo de fala da oradora Tia Eron. O nome da deputada foi muito repetido na última semana ja que, de acordo com as contagens preliminares, seu voto seria decisivo para a cassação de Cunha. 

Se ela votar com o relator, o placar ficará empatado em 10 a 10. O voto de minerva caberá, então, ao presidente José Carlos Araújo (PR-BA), que já declarou ser a favor da cassação de Cunha.

Últimas de Brasil