Polícia investiga venda de casquinha de sorvete com maconha

O comércio do 'chocolate jamaicano' vem ocorrendo em portas de escolas, faculdades, teatros e festas

Por O Dia

Minas Gerais - A Polícia Civil de Minas Gerais investiga a venda em Belo Horizonte de casquinha de sorvete com chocolate misturado a extrato de maconha, o chamado “chocolate jamaicano”. As investigações sobre a venda do entorpecente tiveram início em 4 de junho, com a prisão em flagrante de Lucas Gonçalves da Silva, de 21 anos, em Belo Horizonte.

O comércio do “chocolate jamaicano”, segundo as apurações da Polícia Civil, vem ocorrendo em portas de escolas, faculdades, teatros e festas. No momento da prisão, Lucas estava no Centro de Belo Horizonte e carregava mochila com aproximadamente 50 casquinhas do chocolate jamaicano.

Últimas de Brasil