Vereadores de cidade do Nordeste reduzem salário de 3 mil para R$880

Prefeito da cidade abdicou de salário de R$ 8 mil. Decisão de político foi unânime e passa a valer a partir de 2017

Por O Dia

Paraíba - A decisão de uma cidadezinha no interior da Paraíba chamou a atenção nos últimos dias. Todos os nove vereadores de Água Branca, a 373 Km da capital João Pessoa, vão receber a partir de 2017 apenas um salário mínimo, de R$ 880, para exercer a função. A medida foi tomada de forma unânime pelos parlamentares na sessão da última sexta-feira. Hoje, o salário dos vereadores da cidade é de aproximadamente R$ 3.000. 

Outra medida que chama a atenção é que durante todo o mandato de prefeito da cidade Tarcísio Firmino (PSB),  abdicou de receber um salário mensal de R$ 8.000. A estrutura da Câmara de Vereadores de Água Branca é pequena: são apenas nove parlamentares e oito servidores concursados. Por mês a prefeitura recebe um repasse de apenas 53 mil reais.

Centro do município de Água Branca%2C no sertão da ParaíbaDivulgação / Prefeitura de Água Branca

Em conversa com o DIA, o presidente da Câmara, Miraci de Sousa (DEM), contou que a decisão foi tomada por conta da crise econômica que atinge o país. "Aqui temos 10 mil habitantes e estamos passando por problemas. Por isso decidimos propor essa emenda. Felizmente ela foi aprovada por todos", contou. De acordo com Miraci, a cidade economizará mais de R$ 200 mil.  

"A queda de orçamento do município do mês passado para cá foi de quase 50%, e tínhamos que ajudar de alguma forma a cidade. Recebi a ideia de um vereador, vi que era possível, procurei os vereadores e não tive dificuldades", disse o parlamentar, que não pretende disputar a reeleição em outubro, mas vai lançar o filho. "Ele tem muitas propostas para melhorar o município."

De acordo com o político, a Câmara usará o dinheiro que será economizado com os salários em benefício da população da cidade. "Usaremos para reparar calçadas, furar poços e etc", finalizou. 

No ano passado, a Câmara de Vereadores devolveu cerca de R$ 5.000 aos cofres da prefeitura. "O dinheiro serviu para a perfuração de um poço. A obra já foi executada e dá hoje 8.000 litros de água por dia para a comunidade", disse.

Desde 2012, Água Branca sofre com uma grave seca que atinge o semiárido nordestino. Para 2016, a ideia é devolver ainda mais recursos para servir de obras de apoio às comunidades que sofrem com a estiagem. "Já estou com um recurso em caixa de R$ 10 mil para devolver e que dará para perfurar mais dois poços", explicou o vereador.

Após a decisão, o vereador disse que a decisão foi muito feliz. "A repercussão da cidade é ótima, as pessoas gostaram; e estou recebendo ligação de todos os Estados, as pessoas querem realmente confirmar se é verídico", contou.

Reportagem do estagiário Rafael Nascimento


Últimas de Brasil