Vizinhos comemoram ação da Polícia Federal em prédio de Gleisi Hoffmann

Os agentes da PF foram recebidos com aplausos ao entrar no condomínio em Curitiba; as buscas duraram duas horas

Por O Dia

Paraná - No momento em que a Polícia Federal (PF) entrou no condomínio em que a senadora Gleisi Hoffmann (PT) mora em Curitiba, os vizinhos comemoraram. É o que informa o Gazeta do Povo, jornal paranaense. Dez agentes da PF participaram da operação na casa de Gleisi e também de seu marido Paulo Bernardo, ex-ministro de Dilma Rousseff e que acabou preso. Quando chegaram, eles foram aplaudidos pela vizinhança.

Gleisi Hoffmann e o seu marido Paulo Bernardo%2C ex-ministro de Dilma RousseffReprodução

As buscas na casa da senadora paranaense duraram cerca de duas horas. Os agentes entraram às 6h e saíram depois das 8h. Ele deixaram o apartamento com documentos e pen-drives.

Ainda segundo o jornal curitibano, os vizinhos relataram que carros da Polícia Federal circulavam o condomínio desde o fim de semana, indicando que já havia uma vigilância no local.

A operação

A ação da manhã desta quinta-feira faz parte da Operação Custo Brasil, um desdobramento da Operação Lava Jato e que é conduzida pela Justiça Federal de São Paulo.

A Custo Brasil investiga o pagamento de propina por meio de contratos de prestação de serviços de informática firmados pelo Ministério do Planejamento entre 2010 e 2015. Parte deste período, Paulo Bernardo era ministro da pasta.

Últimas de Brasil