Coluna Esplanada: PT passa o chapéu

Partido espera contribuições de filiados para enfrentar eleições municipais em outubro

Por O Dia

Brasília - Em tempos de crise forte na economia e proibição de doações por empresas, com os principais patrocinadores na cadeia da Lava Jato, o PT vai passar o chapéu para tentar levantar recursos para as eleições de outubro. Repetirá a cantilena aos filiados. “Para enfrentar essa situação financeira adversa e alcançar sua independência, o PT conta com duas fortalezas”; “Seja Companheiro, Seja Companheira”. Repetirá esse mote no comunicado que será enviado aos ainda simpatizantes do partido nos próximos dias.

Vermelho degradê

Os dirigentes do PT acreditam que, com a legenda em baixa popular, devem perder até 30% das prefeituras e de vereadores do País na eleição deste ano.

BBB do TSE

O TSE criou um banco de dados que cruza informações dos candidatos com dados do Coaf, Receita, PF, MP, TJ’s e TCU. Ninguém está mais anônimo aos olhos da Justiça.

Inferno do Barba

Alunos da Universidade Regional do Cariri, em Juazeiro (CE), elaboram abaixo-assinado contra a visita de Lula e o título de doutor honoris causa a ser concedido.

Jornada dupla

O subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência, o advogado Gustavo Vale, está numa situação delicada. Acumula a função com a de membro do exclusivo Conselho Nacional do Ministério Público. O procurador Orlando Rochadel é relator de questionamento, protocolado por um cidadão, e a resposta sai semana que vem.

Vai dançar

O CNMP tem um quase-precedente similar. Analisou o caso do procurador Wellington Lima da Bahia, que tornou-se ministro da Justiça. O Conselho daria o parecer até que ele renunciou. É o que colegas apostam para Gustavo: terá de escolher um lado.

Festa estudantil

Partiu do Planalto a ordem para que a CPI da UNE não seja instalada antes da conclusão do impeachment da presidente Dilma. Mas o STF pode decidir antes se a Câmara abre ou não. Na pauta da Corte há pedido de Orlando Silva, ex-UNE, para barrar a comissão.

Trio

O trio Lula, Flávio Dino, governador do Maranhão, e Waldir Maranhão (PP), presidente interino da Câmara, tem conversado para emplacar um candidato da esquerda na sucessão de Eduardo Cunha.

Dobradinha

Um dos braços direitos do presidente Michel Temer, o ex-vice-governador do DF e atual chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Tadeu Filippelli, está inclinado a apoiar a candidatura de Rogério Rosso (PSD-DF) para a presidência da Câmara. Vislumbra futuro apoio à sua candidatura ao Governo.

O escolhido

A bancada mineira do PMDB parece ter entrado em acordo para que Leonardo Quintão seja o indicado a ministro do Turismo. O grupo tem a prioridade, por ordem do presidente Temer. Disputam a vaga os colegas Newton Jr e Saraiva Felipe.

Queda livre

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) mantém os encontros semanais em sua residência em Brasília para medir os índices do “impeachtômetro”. As reuniões começaram com 30 senadores, mas estão minguando. Só 16 compareceram na última.

Tipo exportação

Sinais da retomada da economia, mesmo que pequena. comparado a maio de 2015, cresceu 273% a procura de empresas pelo Sistema Alerta Exportador do Inmetro, que fornece dados de regulamentos técnicos e procedimentos de avaliação de conformidade.

America way

Ano passado, mesmo com a crise, houve aumento de 127% na busca por informação. Deste total, 30% são referentes ao interesse de exportação pata o mercado americano, nos setores de alimentos, cosméticos e máquinas e equipamentos.

Ponto Final

“Eu sempre falei diretamente as minhas posições e nunca me utilizei de porta-voz. E mais uma vez reafirmo que não irei renunciar”, do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil