Promotor denuncia cunhado de Ana Hickmann por homicídio

Medida é contrária à decisão da Polícia Civil que solicitou o arquivamento do processo

Por O Dia

Belo Horizonte - O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou, no fim da tarde desta quinta-feira, o cunhado de Ana Hickmann, por homicídio. Gustavo Henrique Bello Correa, de 35 anos, disparou três vezes e matou Rodrigo Augusto de Pádua após o mesmo ter invadido apartamento e atirado contra sua mulher, Giovana Oliveira, assessora da apresentadora.

Atirador tentou disparar contra a cabeça da apresentadoraReprodução

A medida do promoto de Justiça, Francisco Santiago, é contrária à decisão da Polícia Civil que solicitou o arquivamento do processo pelo reconhecimento de legítima defesa. Ao ser informado sobre a possibilidade de seu cliente ser denunciado o advogado de defesa, Mauricio Bemfica, reforçou que a ação de Gustavo foi tomada em legítima defesa.

O Caso

A apresentadora Ana Hickmann sofreu um atentado por um suposto "fã" em Belo Horizonte, no dia 21 de maio. As investigações da Polícia Civil apontaram que Pádua, morador de Juiz de Fora, na Zona da Mata, era fanático por Ana. Ele se hospedou no hotel em que ela estava, rendeu Correa no elevador e o obrigou a levá-lo ao quarto da apresentadora, onde a ameaçou de morte e deu dois tiros em direção à cabeça dela, que acabaram atingindo a assessora, Giovana de Oliveira. Nesse momento, Correa, que é marido de Giovana, reagiu e lutou com Pádua até tomar a arma dele e disparar três vezes.

Com informações do portal iG

Últimas de Brasil