Sérgio Moro manda soltar quatro investigados na 31ª fase da Lava Jato

Em troca de liberdade, se estabeleceram medidas cautelares, como ida a todos os atos processuais e de investigação

Por O Dia

Curitiba - O juiz federal Sérgio Moro concedeu nesta sexta-feira liberdade a quatro presos na Operação Abismo, a 31ª fase da Lava Jato, deflagrada na última segunda-feira. Moro atendeu pedido dos investigadores da Polícia Federal e também entendeu que não há necessidade da prorrogação da prisão temporária, válida por cinco dias.

Denúncia foi oferecida contra 23 pessoasDivulgação

Com a decisão, serão libertados Genésio Schiavinato Júnior (diretor da empresa Construbase), Edison Freire Coutinho (ex-diretor da empreiteira Schain), Erasto Messias da Silva Júnior (empresário) e Roberto Ribeiro Capobianco (presidente da empresa Construcap).

Em troca de liberdade, Moro estabeleceu medidas cautelares, como comparecimento a todos os atos processuais e de investigação aos quais forem chamados. Na decisão, o juiz alertou que o descumprimento da medida acarretará na expedição de mandato de prisão preventiva.

A Operação Abismo investiga desvios em licitações para a reforma do Cenpes (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello, da Petrobras), no Rio de Janeiro, onde são feitos estudos sobre a exploração em águas profundas.

Últimas de Brasil