Coluna Esplanada: Enterro internacional

Dilma Rousseff vai sofrer impeachment diante de 200 canais de televisão de mais de 120 países

Por O Dia

Brasília - Dilma Rousseff vai sofrer impeachment diante de 200 canais de televisão de mais de 120 países, e com 2 mil correspondentes estrangeiros no Rio. Não há ‘golpe’ maior para o PT. Por isso o presidente do Congresso, Renan Calheiros – mais aliado dela e de Lula do que de Michel Temer – pretende esticar para dia 25 a votação em plenário, quatro dias após o encerramento do evento. Mas a tramitação e a força da base de Temer estão antecipando o processo.

Passo a passo

O Planalto monitora Lula. A agenda do presidente Temer sempre é aberta com prioridade para senadores que o Barba visita no dia anterior – ou após horas.

Palanqueiro

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, quer palanque ao espalhar que mudará o plano de segurança para Rio. Nada mudará. Combate ao terror está no plano desde 2007.

Sabe de nada

Jungmann não conhece o Rio ao citar Nice. Nenhum maluco consegue chegar com um caminhão à Orla antes de parar no engarrafamento da Av. Brasil ou Linha Vermelha.

Paralisação na PF

A batata das autoridades locais e nacionais está assando no Rio. Não bastassem os soldados da Força Nacional reclamarem das condições de alojamento, os delegados federais aprovaram indicativo de greve para os Jogos, e vão ganhar apoio dos policiais. Haverá paralisação durante um dia com manifestações nas ruas da capital.

Sem firula

A partir de 1º de agosto, a quatro dias da abertura da Olimpíada, querem entregar chefias e declarar greve por tempo indeterminado. Reclamam do ‘esvaziamento’ da Lava Jato, cobram concurso para 500 delegados e plano de carreira. O Planalto agiu rápido e anunciou mais 10 delegados para o grupo de Curitiba.

Melhores amigas

Ex-ministra da Agricultura Kátia Abreu tem visitado diariamente a presidente afastada Dilma. Leva à petista todas as fofocas e bastidores do Congresso e Esplanada.

Cegueira

Kátia contabiliza com ela o sobe e desce do saldo de votos no Senado. Dia desses o papo foi sobre “a pobreza no País”. Difícil de ver lá de dentro do Palácio da Alvorada.

Voz do povo

Estreou no Rio o aplicativo ‘Minha Bronca’, no qual cidadãos poderão denunciar, compartilhar e cobrar soluções dos poderes públicos para problemas das cidades no Estado. Os criadores querem espalhá-lo como canal da voz do povo para todo o Brasil

#tamojunto

“Não é apenas uma forma de reclamar nas redes sociais, mas um sistema que direciona as reclamações e promove a união da população”, diz o idealizador Allan Titonelli.

Amigo do Alex

O presidente da Turquia, Recep Erdogan, que sofreu golpe militar, tem um irmão, digamos, bilionário. Ambos são amigos do jogador de futebol Alex, aclamado no país. O mano de Erdogan chegou a oferecer jatinho para o artilheiro certa vez. Alex recusou.

João de Deus

O reaparecimento na mídia do médium João Deus, curado de câncer, lotou mais ainda a pequena Abadiânia (GO). Passaram por lá há dias as atrizes Lucélia Santos e Cláudia Raia, e o chef Tsuyoshi Murakami. O point dos famosos é o Quintal Café com Prosa.

Mesa japonesa

Aliás, o famoso chef de culinária japonesa, considerado o melhor do Brasil, vai organizar um jantar para o médium em Abadiânia, que visita todo bimestre.

Ponto Final

“O impeachment é uma farsa. Dilma Rousseff é honesta e não cometeu crime. Ela vai voltar aonde foi colocada por 54 milhões de brasileiros. Golpistas não passarão”

Do deputado e advogado Paulo Teixeira (PT-SP), meio míope.


Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil