Mães se incomodam com mudanças em rotina de escola do filho de Temer

Estacionamento é fechado para que Michelzinho possa ir embora de colégio

Por O Dia

Brasília - Um grupo de mães de alunos da Escola das Nações, onde estuda o caçula do presidente em exercício Michel Temer, está incomodado com as mudanças na rotina do local após a chegada de Michelzinho e está se organizando para pedir providências à diretoria. Todos os dias, desde que o filho do peemedebista passou a estudar lá, o estacionamento é fechado para que ele possa ir embora, às 15h. Com isso, elas precisam esperar o herdeiro de Temer sair para que possam pegar seus filhos.

O engarrafamento causado pelo esquema de segurança tem feito algumas das responsáveis pelas crianças perderem compromissos. Uma delas relatou que chegou a ficar mais de 20 minutos parada no trânsito. No grupo em que estão se organizando para formalizar a reclamação, uma das mães argumentou que entende a necessidade de segurança para Michelzinho, mas disse que precisam cobrar “tratamento isonômico”.

Uma das hipóteses levantadas pelas mães é sugerir à diretoria que autorize que Michelzinho seja pego “antes ou depois” da liberação dos demais alunos. A assessoria de imprensa do Palácio Planalto não quis comentar. 

Últimas de Brasil