Dilma Rousseff confirma que recebeu carta do papa Francisco

Ela preferiu não dar detalhes sobre o assunto do documento. Ação do pontífice já havia sido antecipada por teólogo

Por O Dia

Brasília - A presidente afastada Dilma Rousseff confirmou nesta quinta-feira que recebeu uma carta do papa Francisco, como havia sido adiantado pelo teólogo Leonardo Boff no início de agosto.

No entanto, a mandatária não quis dar mais detalhes sobre o assunto. "Ele escreveu uma carta para mim, mas não vou dizer mais nada sobre isso. Digo apenas que não foi uma carta oficial", declarou Dilma, respondendo a uma pergunta da ANSA em entrevista para agências internacionais no Palácio da Alvorada.

Dilma presenteia o papa Francisco no Vaticano em 2013Roberto Stuckert Filho/PR

"Não foi uma carta do Papa em sua condição de representante do Vaticano, não tem importância [o conteúdo]. Não é uma carta para ser divulgada", disse, acrescentando que gostaria muito de ser recebida pelo líder da Igreja Católica.

Segundo Boff, a correspondência foi entregue logo após a abertura do processo de impeachment contra a presidente. Oficialmente, o Vaticano não comenta a crise política no Brasil, mas o Papa, em maio passado, chegou a dizer que rezava pela "harmonia" e pela "paz" no país.

Francisco sempre manteve uma boa relação com Dilma, tendo inclusive recebido a petista em fevereiro de 2014. Além disso, o Brasil foi o destino de sua primeira viagem internacional, em julho de 2013, para a Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro.

Últimas de Brasil