Por rafael.nascimento

Curitiba - Responsável pelas ações da Lava Jato na primeira instância, o juiz federal Sergio Moro, autorizou nessa quarta-feira a devolução do passaporte de Cláudia Cruz, esposa do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Mesmo após o Ministério Público Federal ter se posicionado contra a devolução, Moro afirmou que "não foi decretado por este Juízo medida cautelar de proibição para que Cláudia Cordeiro Cruz deixe o país", a informação é do jornal "Folha de S. Paulo".

A jornalista Claudia Cruz%2C mulher do deputado afastado do mandato%2C Eduardo CunhaAFP

De acordo com a reportagem, o magistrado apontou que foi iniciativa da defesa de Cláudia a entrega do documento e que considera que a esposa do deputado afastado tem "papel subsidiário no suposto esquema criminoso". O juiz, entretanto, decretou que quando fosse viajar, ela comunicasse a justiça.

Claudia Cruz responde pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e evasão de divisas devido ao uso de recursos depositados em contas em seu nome na Suíça que teriam origem em propinas pagas ao marido dela, por contratos da Petrobras. 

Você pode gostar