Em abaixo-assinado, motoristas do Uber pedem cadastro mais rígido para usuários

Condutores dizem que desde que aplicativo passou a aceitar pagamento em dinheiro, número de golpes aumentou

Por O Dia

Rio - Algumas semanas após passar a aceitar dinheiro como forma de pagamento, o Uber enfrenta um problema relacionado à segurança: alguns motoristas parceiros da plataforma reclamam que estão sofrendo constantes golpes, trotes e até sendo vítimas de roubo. Em um abaixo-assinado que circula no site Charge.org, condutores pedem rigidez por parte da empresa no momento de cadastrar usuários.

Para aumentar a segurança, a petição exige que o cadastro passe a solicitar número do CPF ou do CNPJ, além do passaporte (para estrangeiros), foto do cliente e o número do cartão de crédito para ressarcimento em caso de trotes.

Segundo a empresa, a aceitação de dinheiro vivo busca tornar o serviço mais democrático e inclusivo. O Uber alega que mais de 90 cidades aceitam os pagamentos em dinheiro e em nenhuma delas 'houve aumento de incidentes relacionados à violência urbana'.

Últimas de Brasil