Lula: Provem uma corrupção minha e eu irei a pé para ser preso

O ex-presidente disse que a apresentação da denúncia foi 'um espetáculo de pirotecnia'e que é vítima de perseguição

Por O Dia

Brasília - O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva em mais críticas, durante discurso, na tarde desta quinta-feira falou sobre conteúdo da acusação feita pelos procuradores da Operação Lava Jato. Lula diz que a apresentação da denúncia foi “um espetáculo de pirotecnia” e que é vítima de perseguição “pelas coisas boas que fez pelo país”.

O ex-presidente Lula discursou na manhã desta quinta-feira Ricardo Stuckert / Cut

“Em respeito à lei, vou prestar quantos depoimentos forem necessários. Podem me chamar que estou lá. Se tem uma coisa que eles tem que aprender é que eles não estão habituados com o cidadão, que a única coisa que tenho orgulho é que conquistei o direito de andar de cabeça erguida. Provem uma corrupção minha e eu irei a pé para ser preso”, disse em discurso, durante evento organizado pelo PT no Novotel Jaraguá, na capital paulista.

Nesta terça-feira, o ex-presidente foi denunciado, no âmbito da Lava Jato, por procuradores do Ministério Público Federal à Justiça pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e falsidade ideológica. Na denúncia, os procuradores afirmaram  que o Lula  recebeu vantagens indevidas referentes à reforma no triplex do Edifício Solaris, no Guarujá (SP) feita pela empreiteira OAS. A esposa do petista, Marisa Letícia, também foi denunciada. De acordo com procurador da República Deltan Dallagnol, o ex-presidente era o "comandante máximo do esquema de corrupção identificado na [Operação] Lava Jato".

“Não conheço pessoalmente os meninos que fizeram o espetáculo de pirotecnia. Mas pela educação que eu tive de berço, eu respeitaria mais a família deles do que eles respeitaram a minha”, disse.


Com informações do Agência Brasil

Últimas de Brasil