Coluna Esplanada: PF tem nomes de candidatos que pagariam por fraude nas urnas

Há suspeita de envolvimento direto de servidores dos Tribunais Regionais Eleitorais – e em vários Estados

Por O Dia

Rio - A Polícia Federal já tem nomes de candidatos que pagariam até R$ 5 milhões por um ‘pacote’ de fraude no sistema de totalização da urna eletrônica. Há suspeita de envolvimento direto de servidores dos Tribunais Regionais Eleitorais – e em vários Estados. Como não houve flagrante, o caso é classificado ‘estelionato’ – mas há mais de 10 anos a PF vem levantando informações em sigilo sobre as quadrilhas. O caso surgiu com a prisão de bando no Rio Grande do Sul e no Piauí na Operação Clístenes.

Rastros

A pergunta que fica para os investigadores: se havia – ou ainda há – político disposto a pagar essa bolada, é porque há evidências de contrapartidas de quem oferece a fraude.

Temor

A PF trata o caso com o devido sigilo profissional, porque as descobertas podem repercutir sobre todas as eleições passadas com a utilização da urna eletrônica.

Em suma..

.. O que se depreende do caso é que a urna é segura, mas a totalização é passível de alterações dentro dos tribunais.

House of Feliciano

A jornalista Patrícia Lélis, que acusa o deputado Pr. Feliciano de agressão e estupro, deu um depoimento adendo à PGR há duas semanas e mudou a data do suposto episódio. Não seria mais dia 15 de junho e sim data próxima – o processo já corre em segredo de Justiça no Supremo Tribunal Federal, e a Polícia Federal está no caso.

Cabeça fraca..

A mãe de Lélis informou que a filha é muito esquecida com datas, e se confundiu na denúncia inicial. Uma nova evidência foi apresentada pelos advogados da garota, e envolve um vídeo de Lélis machucada na noite da suposta agressão.

‘Pedalada’ estadual

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), teve uma derrota que vai mexer com seu caixa e causar um efeito dominó em outros Estados. Foi proibido de usar os milhões de reais dos depósitos judiciais para bancar a Previdência e custos sociais do Estado.

Ponto da AMB

O STF acolheu Ação Direta de Inconstitucionalidade impetrada pela Associação de Magistrados do Brasil contra lei estadual que autoriza o ‘assalto’ às contas judiciais.

Esticadão eleitoral

O Exército decidiu: vai emendar o fim dos jogos Paralímpicos com a reta final das campanhas eleitorais e permanecerá nas principais comunidades do Rio de Janeiro.

Espólio do Planalto

Sem alarde, o TCU deu o pontapé para mudar as regras da guarda de presentes recebidos por presidentes da República, e determinou à Secretaria de Administração da Presidência que a partir de agora os presentes recebidos por Michel Temer sejam catalogados e incorporados ao patrimônio da União.

Alô, Lula!?

O TCU deu prazo de 120 dias para a Presidência ‘localizar’ exatos 568 ‘bens recebidos’ pelo ex-presidente Lula da Silva enquanto chefe da nação. São aquelas ‘tralhas’ que estão dando dor de cabeça ao petista na Operação Lava Jato.

Beija-mão

A presidente do Supremo, Cármen Lúcia, dá prosseguimento à fila de beija-mão estipulada por seu cerimonial bem antes de sua posse no cargo. Após receber os governadores, hoje se reúne com os presidentes dos TRFs.

Você já viu ?

Já estão disponíveis no site do TSE a prestação de conta parcial de seus candidatos. São números muito, muito diferentes dos tempos de bonança das doações empresariais.

Santo Zé

A igrejinha de Itamuri (MG), tem sido discreto ponto de visita. Há quem aposte que a alma do ex-vice presidente José Alencar apareça no altar, onde há urna com suas cinzas.

Últimas de Brasil