Esplanada: Texto da Reforma da Previdência abordará possíveis irregularidades

São milhares de 'encostados' por doenças que não geram incapacidade e outros milhares que não voltaram aos postos de trabalho em menos de 15 dia

Por O Dia

Rio - O levantamento do ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União – que mostra suspeitas de irregularidades em mais 80% dos benefícios do INSS – será uma da principais peças do texto da Reforma da Previdência que será encaminhada ao Congresso pelo presidente Michel Temer.

São milhares de “encostados” por doenças que não geram incapacidade e outros milhares que não voltaram aos postos de trabalho em menos de 15 dias – conforme determina a atual e defasada lei previdenciária.

Bobagem..

O senador Paulo Paim (PT-RS) vai engrossar o coro das centrais sindicais contra a Reforma da Previdência. “Isso tudo é bobagem”.

..e falácia

“O que eles têm que fazer é combater a sonegação, a fraude; combater aqueles que não pagam a Previdência”, aponta Paim.

Vem rodo

Após a bondade eleitoreira de Temer em reajustar o benefício, vem uma limpa aí no Bolsa Família.

Toga quente

O Procurador do MP de São Paulo Augusto Rossini fez revelação bombástica no evento de segurança da informação ITSA Brasil, há dias na capital. Disse que “gravações oficiais feitas em presídios de São Paulo captaram conversas de dois assessores de ministros de tribunais superiores em Brasília com seus irmãos que estão presos”.

Tão longe, tão perto

Rossini disse que não revelaria quem são estes ministros, por questão de sigilo de informação e investigações em andamento, mas o caso é conhecido de todos do Judiciário brasileiro, e demonstra o poder de influência do crime organizado.

Mistério

E no STF continua o mistério da escuta ambiental desligada encontrada no piso debaixo da mesa do ministro Luís Roberto Barroso, como revelou a Coluna. A Secretaria de Segurança da Corte não quis pedir ajuda à PF. E até agora não resolveu o caso.

Vergonha 1

O deputado Jean Wyllys soltou nota em que tenta se defender no caso do cuspe em Jair Bolsonaro no plenário. O texto conota que não há punição para o deputado de suspensão de mandato porque não haveria.. especificação para esse tipo de agressão... Mas há sim.

O cerco

No Artigo 3, Parágrafo VII do Código fica explícito o dever do parlamentar: “'Tratar com respeito e independência os colegas, as autoridades, os servidores da Casa e os cidadãos com os quais mantenha contato no exercício da atividade parlamentar (...)”

Vergonha 2

A militância do PSC no eixo Rio-Brasília-SP insiste em inventar e espalhar nas redes que Jean Wyllys bancou a denúncia de Patrícia Lélis contra o Pr. Feliciano por estupro. Patrícia era filiada ao PSC, chegou a assinar a ficha, e tirou foto com Pr Everaldo.

Mui amigo

Aliado de Michel Temer, o deputado Paulinho da Força (SD-SP) eleva o tom da crítica aos descompassos do Governo. “Está tendo muita confusão. Cada ministro anunciando uma coisa diferente da outra - como as reformas, por exemplo”, atira o deputado.

Ingratidão

A filha do falecido José Janene reclama que o pai foi esquecido por antigos aliados. É fato. Seu primo Jamil Janene, do PP de Londrina, disputa a terceira reeleição para vereador e excluiu o sobrenome do ‘santinho’.

Até o chofer

Nem o motorista Braziliano Roberto, candidato a vereador na cidade pelo PEN, lança mão da proximidade que tinha com o deputado – outrora falava aos ventos.

Honra ao mérito

O coordenador da graduação de Direito do Ibmec/RJ, Daniel Brantes e o professor do curso, o advogado Jerson Carneiro, serão agraciados com a Medalha Tiradentes. A homenagem será entregue pelo deputado estadual Jorge Felippe Neto, nos dias 20 e 26 de setembro, no campus Centro. A instituição de ensino foi pioneira ao propor sete projetos de lei em todas as esferas federativas.

Ponto Final

“Melhor seria para o Brasil que o esquema criminoso que denunciamos há mais de 12 anos fosse apenas palavras amargas ao vento...”

Da ex-senadora Heloísa Helena, um das primeiras a abandonar a nau petista antes do naufrágio do partido.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil