Polícia prende acusado de matar e esconder o corpo da mulher

Suspeito não aceitava o fim do relacionamento com Eliane Braz da Silva, de 34 anos. Vítima sustentava a casa trabalhando como garota de programa

Por O Dia

Juliano não aceitava o fim do relacionamento com Eliane e dependia financeiramente da mulher, que era prostitutaDivulgação/Polícia Civil de Minas Gerais

Minas Gerais - A Polícia Civil de Minas Gerais anunciou a prisão de Juliano Ribeiro Pinheiro, de 36 anos, acusado de ter matado a mulher, Eliane Braz da Silva, de 34 anos. Ele responderá por homicídio e ocultação de cadáver. O crime aconteceu em Betim (MG), Região Metropolitana de Belo Horizonte, no dia 4 de março deste ano. Eliane foi dada como desaparecida após registro da irmã da vítima. O corpo só foi localizado no dia 31 de março, em uma zona rural, com uma lesão no rosto.

De acordo com as investigações, havia vestígios de sangue da vítima no banco traseiro do carro do casal. Segundo o delegado que conduziu os trabalhos, Otávio de Carvalho, a Eliane tentava se separar do Juliano, que não aceitava o fim do relacionamento. O delegado ainda ressalta que o acusado dependia financeiramente da vítima, que sustentava a casa trabalhando como prostituta.

Também havia registros de ocorrência de agressão e ameaça contra Juliano, que tem antecedentes criminais por homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Últimas de Brasil