Ministro do STF diz que impeachment de Dilma foi um 'tropeço na democracia'

A declaração de Ricardo Lewandowski foi gravada durante uma aula, ministrada por ele na Faculdade de Direito da USP

Por O Dia

São Paulo - Ricardo Lewandowski, o ministro do Supremo Tribunal Federal, lamentou o impeachment da ex-presidente da República Dilma Rousseff e definiu o episódio como "um tropeço na democracia". De acordo com o Estadão, o comentário foi feito durante aula ministrada por ele na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), onde leciona Teoria do Estado.

O ministro foi o responsável por conduzir o julgamento de Dilma no Senado. A fala de Lewandowski foi gravada na última segunda-feira, pela revista Caros Amigos. Ainda de acordo com a publicação do Estadão, o ministro criticou o presidencialismo de coalizão, considerado por ele um fruto da Constituição de 1989.

Ricardo Lewandowski e a presidente afastada Dilma Rousseff em dia de julgamentoAgência Brasil

Ele também afirmou que o aumento no número de partidos foi um "erro" do Supremo, que acabou com a clausula de barreiras, "Deu no que deu. Nesse impeachment que todos assistiram e devem ter a sua opinião sobre ele. Mas encerra exatamente um ciclo, daqueles aos quais eu me referia, a cada 25, 30 anos no Brasil, nós temos um tropeço na nossa democracia. É lamentável. Quem sabe vocês, jovens, consigam mudar o rumo da história".