Por tabata.uchoa

Rio - Nas primeiras duas horas de votação no estado do Rio de Janeiro, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informa que foram registradas 38 ocorrências de irregularidades, das quais dez resultaram em prisão.

Propagandas de candidatos foram jogadas nas calçadas nessas eleiçõesdivulgação / TRE-RJ

Ao divulgar o primeiro balanço parcial, a diretora-geral do TRE, Adriana Brandão, disse que, apesar das ocorrências, o clima é de tranquilidade: "Em geral, o clima é de tranquilidade. Não houve nenhum incidente de maior gravidade e as ruas estão limpas", informou ela ao se referir a santinhos e propaganda eleitoral impressa.

A maioria das ocorrências registradas foram por boca de urna e envolveram eleitores. Em apenas uma situação, em Guapimirim, o envolvido era candidato e foi preso por tentativa de compra de voto.

O TRE registrou prisões ainda nos municípios de Vassouras (4), Paraíba do Sul (3), Campo dos Goytacazes (1) e Laje de Muriaé (1). Em Paraíba do Sul, duas detenções foram por tentativa de compra de voto.

De acordo com a assessoria do TRE, houve o crime de "derrame" — quando vários panfletos e santinhos são jogados nas ruas — em frente ao Colégio Estadual Prefeito Mendes de Moraes e em frente ao GRES União da Ilha, ambos na Ilha do Governador.

Uma kombi também foi apreendida com propaganda em frente à Igreja Universal da Vila Kennedy. Um fiscal de partido foi preso na Rua Felipe Cardoso, em Santa Cruz, e duas pessoas foram presas em um local de votação no Estácio, uma delas era fiscal de partido. Houve também um preso na Saúde.

Urnas eletrônicas

Das 37.047 urnas eletrônicas espalhadas pelos 92 municípios fluminenses, 117 tiveram que ser substituídas até as 9h45. Trinta substituições ocorreram na capital do estado.

Com informações da Agência Brasil

Você pode gostar