Coluna Esplanada: João Dória terá que negociar para ter maioria na Câmara

Novo prefeito de São Paulo não revela que mágica usará para reverter tradição do aparelhamento partidário

Por O Dia

Brasília - O novo prefeito de São Paulo, João Dória Jr (PSDB), terá que negociar com pelo menos 21 vereadores eleitos que não são de sua chapa para ter a maioria na Câmara Municipal, com 55 edis.

Dória diz que não haverá o tradicional toma-lá-dá-cá, mas não revela que mágica usará para reverter a pesada tradição do aparelhamento partidário na máquina. Quem ganhar no Rio de Janeiro também terá maior dificuldade. O PSOL de Marcelo Freixo elegeu seis vereadores da chapa com PCB. Da sua chapa, Marcelo Crivella tem apenas quatro vereadores – três do PRB e um do PTN.

PT vive..

Dizimado nas prefeituras – perdeu 400 – o PT teve sobrevida em São Paulo, pelo menos na Câmara. Foi o segundo partido mais votado, com 853.808. Perdeu para PSDB.

..mas sofre

Em Londrina, segunda maior cidade do Paraná, nenhum vereador do PT foi eleito. Há esperança de levar a prefeitura de Anápolis (GO), segunda metrópole do Estado.

PPS Arco-Íris

Roberto Freire pode comemorar o núcleo LGBTS que criou no PPS. O partido elegeu em Andradina (SP) o Mario Gay, com jingle paródia de Gloria Gaynor.

Alckmin x Aécio

O duelo de bicadas no tucanato será interessante para o Planalto. Alckmin tem os maiores empresários. Aécio tem a grande maioria dos delegados, por isso quer prévias.

Tucano-rei

Mesmo longe do Estado nas últimas semanas, Marconi Perillo (PSDB) fez sua força política valer em Goiás. Os partidos da base elegeram 199 dos 246 prefeitos. Nos dois municípios onde haverá segundo turno – Goiânia e Anápolis – a base disputa a eleição: na capital, com Vanderlan (PSB); em Anápolis, com Roberto do Orion (PTB). Dos 199 prefeitos eleitos pela base, 77 são tucanos.

Oh, Minas Gerais...

As cinco maiores abstenções foram de cidades mineiras: Minas Novas (34,7%), Rio Vermelho (33,5%), Berilo (32,1%), Novo Cruzeiro (31,9%) e Jenipapo (31,6%).

Raios x dos bebês

Dos novos partidos, o Solidariedade avançou bem, com 61 prefeitos eleitos. A Rede decepcionou, com 5 alcaides eleitos – mas disputará 2º turno em três municípios.

Novos (direitistas)

O Partido NOVO elegeu quatro vereadores em importantes capitais, todos ligados a movimentos de centro-direita. Foram em Porto Alegre, SP, Rio e BH.

Amaral Tur

Se Crivella vencer no Rio, seu secretário de Turismo está escolhido: é internacional empresário bon vivant Ricardo Amaral.

Peso do Mão

Lembram do senador Mão Santa (PHS), extirpado do Senado pela força de Lula? Deu o troco. Venceu o PT em Parnaíba (PI) e levou a prefeitura. Tinha só dois partidos e 30 segundos de TV, contra 20 partidos do prefeito Florentino e a máquina estadual.

O nome diz

Em Baturité (CE) não houve novidades - o Segundinho (PTN)...ficou em segundo. Perdeu a prefeitura para Assis Arruda (PDT).

Desceu ardendo

O senador Requião abriu um Casa Ferreirinha, do Vale D’Ouro (garrafa a R$ 1.718), porque o filho Maurício perdeu para prefeito de Curitiba. Imagina se tivesse ganhado.

Demanda no ar

A MP 747 do Planalto quer facilitar a vida do ministro Kassab, das Comunicações, nas concessões de rádio. Altera a lei 5.785 e exige maior prazo de antecipação de pedido de renovação de concessões, para 12 meses, em vez dos três a seis atuais.

Poder feminino

A servidora federal Ana Luisa Marcondes é a única mulher a disputar vaga para o Conselho Nacional de Justiça na vaga da Câmara Federal. Doutoranda em direito em Buenos Aires, é assessora-chefe do Conselho Nacional do MP.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil