Temer tenta incluir nome de Ulysses Guimarães no Livro dos Heróis da Pátria

Nomes como Dom Pedro I, Getúlio Vargas, Tiradentes, Brizola e Zumbi estão no documento

Por O Dia

Brasília - Em mensagem encaminhada ao Congresso Nacional, o presidente Michel Temer pediu a inscrição do nome de Ulysses Guimarães no Livro dos Heróis da Pátria. Caso estivesse vivo, o ex-deputado peemedebista, que foi presidente da Constituinte de 1988, completaria 100 anosnesta semana. A mensagem foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

Guardado no Panteão da Pátria Tancredo Neves, localizado na Praça dos Três Poderes, em Brasília, o livro foi escrito em páginas de aço, contendo os nomes de 45 pessoas. Para ser incluído no livro, Ulysses Guimarães precisará ter seu nome aprovado por lei, a ser acatada pelas duas casas legislativas.

Ulysses Guimarães é considerado um símbolo das 'Diretas Já' e da 'Assembleia Constituinte'%2C movimentos da redemocratização do BrasilAgência Brasil

Entre os 45 heróis que constam no livro estão o imperador Dom Pedro I, Getúlio Vargas, Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Deodoro da Fonseca, Duque de Caxias, Santos Dumont, José Bonifácio de Andrada, Padre José de Anchieta, Heitor Villa-Lobos, Barão do Rio Branco, Chico Mendes, Marechal Rondon, Rui Barbosa e Leonel Brizola.

O livro faz também homenagens a heróis anônimos – caso dos chamados Soldados da Borracha, seringueiros recrutados para trabalhar na coleta de látex durante a Segunda Guerra Mundial, para ajudar nos esforços de combate ao nazismo.

Últimas de Brasil