Manifestantes trocam provocações

PM isola dois atos simultâneos ontem na Av. Paulista

Por O Dia

Rio - A avenida Paulista, em São Paulo, foi palco ontem de dois atos simultâneos marcados para o mesmo local, o vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo). As manifestações culminaram em trocas de provocações entre os dois grupos e com cordão de isolamento da Polícia Militar no meio da avenida separando os dois atos.

Dois atos na Paulista%3A um contra o feminicídio e outro contra LulaEstadão Conteúdo

De um lado, cerca de 200 manifestantes, em sua maioria com roupas nas cores do Brasil, protestavam pedindo a prisão do ex-presidente Lula (PT) e do presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB). O evento no Facebook, convocado por grupos de direita, ainda citava apoio à Operação Lava Jato, pedia o fim do foro privilegiado e era contra o projeto de lei do abuso de autoridade.

O outro ato foi organizado por grupos feministas e movimentos sociais. A causa do protesto era apoiar os recentes protestos feitos na Argentina contra o feminicídio. Atos iniciados no país vizinho se espalharam pela América do Sul após a morte brutal de uma jovem de 16 anos que foi drogada e estuprada.

Últimas de Brasil