Por thiago.antunes

Brasília - Caiu a máscara do partidarismo escondido atrás das mobilizações estudantis nas escolas. Os serviços de inteligências das PMs dos Estados onde mais houve ocupações descobriram que por trás do protagonismo juvenil de ‘resistência’ estão os sindicatos de professores ligados a PT, PCdoB, PSOL e PSTU contra a aprovação da PEC 55 (ex-241), a do teto de gastos.

Pior, para dificultar a ação das autoridades nas ocupações irregulares, na tentativa de comover a opinião pública, usaram menores nas invasões.

Na moita

As polícias notaram o silêncio ensurdecedor dos sindicatos e dos professores diante das mobilizações. Eles se ocultaram atrás dos estudantes que escalaram para os protestos.

Tiro no pé

As ocupações são notoriamente ilegais, impedem o direito de ir e vir e o direito de outros alunos e professores que querem as aulas. O movimento deu um tiro no pé.

Direito

Em um País democrático é sagrado o direito de protesto. Esqueceram, porém, de fazer uma manifestação madura: nas ruas, sem farra, e sem atrapalhar o trânsito.

Sem conversa...

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra não quis conversa com o INCRA e emissários do Governo federal, e deu nisso: Ontem líderes de acampamentos irregulares foram detidos em São Paulo e no Paraná. O MST soltou nota contra a truculência da PM.

...e café na mesa

Já o movimento dos sem-teto – cujas prefeituras e governos dos Estados têm responsabilidade de inibir ocupações irregulares – está ‘de boa’ com o Governo. No início da gestão de Michel Temer, José Rainha, ex-sem terra e hoje líder ‘sem-teto’, foi flagrado pela Coluna saindo do Planalto, e entregou que o Governo queria diálogo.

Postos da ANTT

A Agência Nacional de Transportes Terrestres esclarece que todos os postos de fiscalização – nas rodovias concedidas e nas federais – estão ativos. E que o orçamento de fiscalização para 2016 foi de R$ 20.327.670,40.

Isenção imortal

Não se sabe se Michel Temer, escritor jurídico e poeta de quinta, quer entrar para a ABL. Mas seu decreto 13.353 da quinta-feira acaba de dar isenção fiscal e perdoa todas as dívidas tributárias federais da Academia Brasileira de Letras (ABL), da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro

Van do Guinness

A PM parou uma van pirata lotada de mulheres e crianças na via EPIA em Brasília há dias. Havia 37 pessoas dentro, para 14 assentos. Um vídeo flagrou a saída de todos.

Preju no saldo

Uma das principais agências do Banco do Brasil da capital federal, a do Brasília Shopping, não funcionou ontem porque o ar condicionado ficou sem água. Clima ferveu.

Lava Jato & Lula

Com sugestivo título de “Operação Lava Lula - Os inquéritos. Os grampos. As delações. Culpado ou inocente ?”, o livro do advogado Adib Abdouni será lançado segunda na Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo. “Quero levar o leitor a concluir por si mesmo se o ex-presidente Lula é culpado ou inocente”, afirma Abdouni.

Contrastes

Enquanto o rio Doce agoniza, continua um belo azul turquesa (ainda bem) o mar do porto de Ubu, em Anchieta (ES), onde a Samarco despacha seu minério para o exterior.

Aquário

Maior da AL, o AquaRio vai abrir dia 9 no Porto. Oportunidade única de refúgio para muitos tubarões políticos do Rio sem ter o que fazer após o resultado destas eleições.

Ponto Final

Num país sério, os diretores da Samarco estariam na cadeia, as multas pagas, o rio mais limpo e os acionistas não receberiam os gordos dividendos de 2015 e 2016.

Coluna de Leandro Mazzini

Você pode gostar