Coluna Esplanada: Número de homicídios causados por crianças é alarmante

Em 2015, foram instaurados 613 inquéritos policiais com homicídios causados por crianças ou adolescentes apenas em sete Estados

Por O Dia

Rio - O Anuário Brasileiro de Segurança Pública recém-divulgado traz dados alarmantessobre homicídios causados por menores de idade. A compilação dos dados de secretarias de Segurança mostra números de apenas sete Estados – o que indica que o cenário é muito pior, em razão de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Pará – historicamente com mais registros – não mostrarem seus dados. Em 2015, foram instaurados 613 inquéritos policiais com homicídios causados por crianças ou adolescentes apenas em sete Estados.

Ocultação

Em 2014 o número já era alarmante. O Anuário registrou dados de 17 Estados, com
1.575 homicídios causados por crianças e adolescentes. Esses são só inquéritos abertos

Os sete

Os que enviaram dados de 2015 para o Fórum Brasileiro de Segurança foram Acre,
Alagoas, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rio Grande do Sul e o Distrito Federal.

O líder

O campeão de 2015 foi Alagoas, com 182 inquéritos. Perde feio para o Pará, que em 2014 registrou 405 inquéritos. SP, Rio,MG, ES, RR Maranhão nunca enviaram dados.

Mais rank

Dos números de 2015, o DF é vice-líder de menores assassinos, com 132 inquéritos, seguido por RS (87), MS (75), Amazonas (69), Piauí (47) e Acre (21).

Derrapando...

O GP de Fórmula 1 do Brasil trouxe ao brasileiro sinais de como o seu dinheiro é gasto com o circo. Felipe Massa se ‘aposenta’ porque não conseguiu estatal brasileira (e multinacionais) para patrocinar sua temporada 2017. O País já estava em crise no Governo Dilma quando a Petrobras quase bancou R$ 80 milhões para a Globo. Mas o Banco do Brasil decidiu patrocinar a scuderia Sauber.

.. com o nosso

O Governo Michel Temer também tem sua cota de irresponsabilidade, ao manter o patrocínio milionário enquanto prega o corte de gastos.

Ca$$i

A CASSI, a Caixa de Assistência dos Funcionários do BB, está em apuros. Com déficit crescente há anos. Realiza assembleias para decidir sobre aumento em 30% (!) da mensalidade dos 700 mil cadastrados. A direção do plano aponta o aumento dos gastos com licenças e operações. Isso ocorreu em 2014 com a Assefaz, da Fazenda e Receita.

Maracujina nele

O ministro Gilberto Kassab andou cobrando ao presidente Temer uma pasta para maior operação política. Sem resposta, contenta-se em fiscalizar concessões de rádios e TVs.

Dinheiro no bolso

O STF engaveta há 20 anos uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 1.485)
popular que questiona o pagamento de jetons a ministros do Governo em conselhos de estatais. Pois bem, o STJ acaba de sentar em cima, e prorrogou a suspensão de outra ação popular, mais recente, que questiona o mesmo.

Efeito dominó

Enquanto isso, ministros ganham altos salários –o jeton não é considerado salário – e os valores ultrapassam o teto constitucional. STF e STJ não querem problema com os Executivos – decisão acerta em cheio também os secretários de Governos de Estados.

Infanticídio

O Senado terá hoje audiência pública para discutir a Lei Muwaji (PLC 119/5) que visa proteger crianças indígenas contra infanticídio provocado por nativos da própria etnia. O projeto foi aprovado na Câmara após oito anos de debate. O relator no senado é Paulo Paim (PT-RS), cuja proposta está parada na Casa desde setembro de 2015.

As opções

Além de Ciro Gomes, que já desponta, o governador do Maranhão, Flávio Dino
(PCdoB), é citado nas altas rodas de Brasília como um potencial sucessor do lulismo, representante da centro-esquerda, para as próximas eleições presidenciais.

A conferir

Para caciques, da direita à esquerda, Lula da Silva será condenado em segunda instância num dos três processos em que é réu em 1ª instância, e cairá na Ficha Limpa.

Por Leandro Mazzini

Últimas de Brasil