Para fugir do MP, Renan Calheiros vai cortar super-salários de subordinados

Senador recebeu planilha com nomes de funcionários da casa que acumulam funções ou são cedidos para outros órgãos

Por O Dia

Rio - O presidente do Senado, Renan Calheiros, corre para não passar vergonha na divulgação dos super-salários de funcionários dos três Poderes. Pediu e já recebeu planilha com nomes de funcionários da Casa que acumulam funções ou são cedidos para outros órgãos. É a turma que ganha acima do teto constitucional. Há três anos, Renan propalou uma tesoura nos super-salários dos subordinados. Para não morder a língua e virar alvo do MP e de juízes, vai anunciar (novamente) o ‘corte na própria carne’. 

Haja coração
O que se diz no mercado do bisturi desde ontem é que a cirurgia cardíaca de Anthony Garotinho custou mais de R$ 1 milhão.

Cara-crachá
Sairá rígida norma de entrada de visitantes à Câmara. Além de pedir documentos, recepcionistas vão perguntar “o motivo” e o contato do gabinete que autorizar a entrada.

Em casa
Em fevereiro, a sede da superintendência da PF em Curitiba completa 10 anos. Foi erguida pela Schahin por R$ 25 milhões. A mesma construtora citada na Lava Jato.

Casa caiu
Geddel Lima não informou ao Palácio do Planalto e ao Tribunal de Contas da União, como manda a lei 8.730/93, o apartamento que reconheceu ter comprado na planta em Salvador – motivo da saída de Marcelo Calero da Cultura. A lei obriga a revelação dos bens para assumir cargo público, de juízes a deputados, de ministros a presidente.

Cadê o AP?
A lei também determina que além da declaração de bens, seja informada a fonte de renda para o mesmo. Na declaração de bens ao TSE em 2014, quando disputou o Senado pela Bahia, Geddel não informou o imóvel. Mesmo que tenha comprado de 2014 para cá, deveria ter informado ao Planalto.

Vem mais
Apeados do Poder pelo PMDB – que teve Geddel um dos maiores articuladores – os petistas vão para cima. O líder do PT na Câmara, Afonso Florence (BA), quer convocar Geddel e Calero para audiência na Comissão de Finanças, Fiscalização e Controle.

Cerco total
“O governo Temer está derretendo, Geddel tem que sair. Faremos representação à PGR, e à Comissão de Ética da Presidência responsabilizando Temer”, diz Florence.

No lixo
A Constituição brasileira foi jogada literalmente no lixo em Rio Branco (AC). O internauta Jocivan Santos enviou flagrante, onde livros aparentemente novos foram jogados numa caixa de entulho no Conjunto Nova Esperança.

Não entrou
O senador Petecão passou constrangimento na comitiva ministerial durante visita do Ministro dos Transportes nas obras da ponte sobre o Rio Madeira em Abunã (AC). Equipamento obrigatório no roteiro, o capacete não entrou em sua cabeça.

Rivotril do Poder
Dada a falar pelos cotovelos e aliada-amiga de Dilma, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) começou a se entrosar com o novo Governo. Representante do Senado na reunião com a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, usou os termos “mapeamento”, “identificação”, “análise” e “busca” sobre o pente-fino.

Fantasmas 1
Conforme antecipado pela Coluna, a prefeitura de Porto Franco (MA) virou paraíso de supostos fantasmas. Segundo o MP estadual, apesar de constar na folha de pagamento da prefeitura, um estudante de medicina bate ponto no Paraguai, e ganha R$ 1.038,07.

Fantasmas 2
A investigação dos funcionários fantasmas é conduzida pela promotora Ana Cláudia Cruz dos Anjos. São dezenas de servidores que estão na mira. Há ‘funcionários’ com salários acima de R$ 2.000,00 que não são vistos há meses.

Ponto Final
A cirurgia cardíaca de Garotinho salvou sua vida duas vezes – também o livrou da cadeia, onde ocuparia cela comum.

Últimas de Brasil