Espanha confirma detenção de advogado foragido após escândalo da Petrobras

Em abril, o detido fugiu do Brasil para os Estados Unidos e chegou à Espanha há alguns dias

Por O Dia

Espanha - A Guarda Civil espanhola deteve em um hotel de Madri um homem apontado como o suposto "cérebro financeiro" de um dos escândalos de corrupção da Petrobras, informaram nesta terça-feira à Agência Efe fontes da investigação.

Trata-se de R.T.D, de 43 anos e advogado da construtora Odebrecht, investigado pelas autoridades brasileiras na operação Lava Jato.

O detido dirigia os pagamento de comissões a políticos e empresários brasileiros em troca de concessão de obras pública tanto no Brasil como no exterior.

Em abril, o detido fugiu do Brasil para os Estados Unidos e chegou à Espanha há alguns dias.

O advogado, que é acusado dos crimes de lavagem de dinheiro, suborno e organização criminosa, tem dupla nacionalidade espanhola e brasileira e foi detido ao pesar sobre ele uma ordem internacional de detenção.

A detenção do suposto "cérebro" deste caso de corrupção é a primeiro detenção praticada na Espanha nesta investigação.

Últimas de Brasil