Vale é condenada a pagar R$ 50 mil a empregado que foi chamado de 'imbecil'

Ele também sofreu comparação com 'Os Três Patetas' durante uma reunião com 60 colegas

Por O Dia

Brasília - Um empregado da Vale ganhou na justiça uma indenização de R$ 50 mil por danos morais, após ser chamado de "imbecil" pelo supervisor. A decisão, divulgada na última terça, é da 7º Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que rejeitou de forma unânime o recurso da empresa e aumentou a a condenação, que na primeira instância foi de R$ 30 mil.

O técnico eletromecânico trabalhava em uma mina da empresa na Serra Carajás, em Parauapebas (PA).  De acordo com o processo, ele estava em uma reunião com mais de 60 colegas e foi xingado pelo superior após ter se acidentado durante o trabalho dias antes. O supervisor teria dito que "quem se acidenta na Vale é um imbecil" que sofre acidente "para não trabalhar". Além disso, teria comparado o empregado aos 'Três Patetas", famoso grupo de humor.

Na defesa, a Vale afirmou que o supervisor usou os termos "imbecil" e "pateta" de modo genérico, sem direcionamento pessoal ao empregado, mas não obteve sucesso.

Últimas de Brasil