Por luana.benedito

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB - AL), divulgou uma nota na tarde desta sexta-feira, em defesa do presidente Michel Temer. De acordo com o senador,  o ambiente é de crise, mas o Senado se comportará com equilíbrio e garantiu a manutenção do calendário de votações da Casa, inclusive da PEC do Teto.

"As alegações do ex-ministro da Cultura não afetam o Presidente Michel Temer, que reúne todas as condições para levar adiante o processo de transição. As mexidas ministeriais tampouco afetarão o calendário de votações do Senado, que inclui a PEC do limite de gastos e o projeto de abuso de autoridade", escreveu.

Renan citou outros projetos que estão na pauta de votação do Senado até o fim do ano, como a lei de licitações, a legalização dos jogos de azar e o fim da reeleição para cargos do Executivo. De acordo com Renan, se necessário, o recesso parlamentar de fim de ano será cancelado.

Com informações do Estadão Conteúdo

Você pode gostar