Fidel Castro foi 'um líder de convicções', diz Temer

Governo brasileiro ainda não confirmou se enviará uma representação aos funerais do líder da Revolução Cubana

Por O Dia

Brasília - O presidente Michel Temer declarou neste sábado que Fidel Castro foi um "líder de convicções", em reação à morte do líder cubano.

"Fidel Castro foi um líder de convicções. Marcou a segunda metade do século XX com a defesa firme das ideias em que acreditava", afirmou Temer, em breve comunicado.

O governo brasileiro ainda não confirmou se enviará uma representação aos funerais do líder da Revolução Cubana.

Fidel Castro morreu na noite de sexta-feira, aos 90 anos, em Havana, segundo anunciou seu irmão, o presidente Raúl Castro, em discurso exibido pela televisão estatal.



Últimas de Brasil