Por adriano.araujo, adriano.araujo
Rio - Sindicato dos Médicos do Ceará começou uma campanha criativa e provocativa. Poderia muito bem servir de exemplo para outras entidades no País. Em cartões eletrônicos nas redes sociais, a entidade compara gastos com a festa do Ano Novo em Fortaleza. O show do cantor Wesley Safadão daria para pagar 777 cirurgias de catarata e, o de Luan Santana seria suficiente para comprar 167,5 mil remédios para pressão alta. A queima de fogos poderia custear 11 mil mamografias. A situação da saúde cearense é um retrato cruel do sistema público de saúde em todo o Brasil.
Termômetro da saúde
Publicidade
O sindicato também criou o “Corredômetro das Emergências”. Números fechados até o dia 30 de novembro mostram que 233 pacientes estavam internados nos corredores das seis unidades de saúde de Fortaleza.
Aplausos
Publicidade
A Fecomércio de São Paulo aprovou as medidas anunciadas pelo Banco Central. Serão de pouco impacto imediato, mas a entidade acha que são consistentes, necessárias e de efeito duradouro.
Treinador de dragão
Publicidade
Maria Andréa Parente Lameiras, autora do estudo sobre inflação e pesquisadora do Grupo da Carta de Conjuntura do Ipea, prevê que em 2017 haverá nova desaceleração da taxa de inflação.
Histórica semelhança
Publicidade
Os brasileiros do século 21 pagam mais impostos que no Brasil Colônia. O cálculo foi feito com base no Impostômetro, que ontem à 17h11 chegou a marca absurda de R$ 1,947 trilhão - valor que foi pago desde o dia 1º de janeiro deste ano. O termo “Quinto dos Infernos”, cunhado à época do século 18, é perfeitamente adequado aos nossos tempos.
Tropa de elite
Publicidade
Primeiro ato da União dos Policiais do Brasil, a central sindical da categoria, será no dia 8 de fevereiro. A entidade criada nesta semana vai protestar contra a reforma da Previdência, que não reconhece o risco da profissão.
Money
Publicidade
A UPB pretende criar um fundo nacional para receber recursos das entidades. O dinheiro vai pagar os custos das mobilizações nacionais.
Sinal dos tempos
Publicidade
Para sustentar as manifestações contra o governo Temer, o MST, a UNE e o MTST deflagraram uma campanha pública de arrecadação. Antes, o problema não era dinheiro.
Mineiro na liderança
Publicidade
Troca de comando na bancada do PSD na Câmara. Sai Rogério Rosso (DF) entra Marcos Montes (MG), médico que presidiu por dois anos a poderosa Frente do Agronegócio.
Boa notícia
Publicidade
Cantora Alcione deve receber alta em breve, segundo a equipe do médico Roberto Kalil Filho, do Sírio-Libanês. Marrom foi submetida a uma angioplastia com colocação de stent “com sucesso”.
Aparências enganam
Publicidade
Casal Valadares Moreira, preso pela Polícia Federal na semana passada na Operação Timóteo, aparentava uma vida simples. Marco Antonio andava de metrô em Brasília, vestia roupas discretas, e Lilian vendia roupas de ginástica para amigas.
Fortuna reunida
Publicidade
O esquema de venda de royalties de exploração de minério via DNPM era promissor. Longe das aparências, a esposa ganhou do marido um Range Rover Evoque e o casal se deu de presente um apartamento de quase R$ 2 milhões. Em oito anos, os dois teriam movimentado perto de R$ 66 milhões.
Descanso?
Publicidade
O Verão começou ontem pela manhã, mas Florianópolis (SC) já sente a estação com o trânsito parado. “Um inferno” bradou um manezinho da ilha.
Ponto Final
Publicidade
O Congresso entrou no clima de férias. O uniforme de ciclista que o deputado Rogério Rosso (PSD-DF) vestia ontem dava o tom da temporada.
Coluna de Leandro Mazzini
Publicidade