Vice-presidente do PT critica possível apoio a Maia: 'Reaprender a ser oposição'

Atual presidente da Câmara e possível candidato à reeleição, Rodrigo Maia (DEM-PT) ameaça repetir Cunha e isolar o partido de Dilma e Lula

Por O Dia

Brasília - Diante das articulações para a eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, o vice-presidente nacional e secretário de Comunicação do PT, Alberto Cantalice, afirmou que o partido não pode trocar a coerência por cargos em mesas diretoras.

Cantelice usou nesta terça-feira, a rede social Twitter para dizer que o que a legenda precisa é reaprender a ser oposição. "O PT tem que reaprender a ser oposição. Nada justifica trocar a coerência por cargos em mesas diretoras", escreveu.

O candidato à reeleição para presidência da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ameaça repetir o que fez o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em 2015 e formar um "blocão" de partidos da base aliada para tentar isolar o PT na disputa interna da Casa, caso o partido não apoie sua recondução ao cargo. Se o bloco for formado e Maia, eleito, os petistas ficariam mais um biênio sem cargos na Mesa Diretora.

Últimas de Brasil