Bufê de luxo para excelências na Assembleia de Alagoas

Estado mais carente do país lança pregão para compra de alimentos para refeições oficiais. No cardápio, lagosta, queijo brie e rosca húngara

Por O Dia

Maceió - Lagosta, queijo brie, coquetel de camarão com uvas e rosquinha húngara. Esses são alguns dos itens do pregão realizado pela Assembleia Legislativa de Alagoas durante o recesso de Natal para os serviços de bufê da Casa em 2017.

Alguns itens do pregão chamam atenção. Para o café da manhã, há a exigência de rosquinhas húngaras, croissant e casadinho, além de oito tipos de pães. Para o coquetel, os deputados exigiram a inclusão de finger food (dois tipos a escolher, entre bacalhau, pão sírio com carne de sol ao molho de queijo montanhês, camarão crocante, brie gratinado com mel de ervas e pão sueco etc).

Para o almoço, entre as opções de pratos principais filé mignon grelhado, com molho de cogumelo, picanha na chapa, salmão, lagosta ao molho de queijo, coquetel de camarão com uvas e pituzada. De acordo com a tomada de preço, o bufê deverá disponibilizar "serviço de garçom (...), bandejas de inox ou prata, travessas etc.

Assembleia Legislativa de Alagoas%3A pregão durante o recessoDivulgação

“A realização de certame licitatório para futura e eventual contratação visa a atender, quando necessário, aos participantes de eventos institucionais, promovidas pela Assembleia Legislativa de Alagoas, onde a mesma constitui-se, além de uma necessidade, em uma comodidade para atendimento de situações de última hora”, diz o  termo da licitação.

Diante da repercussão negativa, a Mesa Diretora da Assembleia garantiu que iria refazer os termos do pregão “de maneira austera”.

Alagoas tem Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,66. No IDH de Educação, o indicador soma 0,6. Em ambos os casos, é o menor entre os estados do país. A saúde financeira da unidade federativa, segundo o Tesouro Nacional, é uma das sete piores do país, com conceito C- em outubro — ou seja, “muito fraca”.