Coluna Esplanada: Jovair entra na cota da reforma ministerial

Na Câmara Baixa, Rodrigo Maia (Dem-RJ) é o favorito. Sua candidatura, entretanto, é ameaçada pela judicialização

Por O Dia

Brasília - A semana começa com o retorno de grande parte dos parlamentares a Brasília. O recesso termina daqui a nove dias, mas as eleições na Câmara e Senado movimentam o cenário político. Na Câmara Baixa, Rodrigo Maia (Dem-RJ) é o favorito. Sua candidatura, entretanto, é ameaçada pela judicialização. O seu principal adversário até este momento, o deputado Jovair Arantes (PTB-GO) pode abandonar a empreitada. Foi sondado para assumir o Ministério do Trabalho na reforma ministerial de Michel Temer.

Força

O parlamentar de Goiás participou ativamente com indicações nos governos anteriores. A Conab, no governo Dilma, era um reduto de Jovair.

Exemplo

O Palácio do Planalto também esvaziou a candidatura de Rogério Rosso (PSD-DF) ao acenar com várias nomeações para o Ministério da Saúde.

Abraço de tamanduá

A ex-presidente Dilma Rousseff tem dito que não quer tratar das eleições no Congresso. Espera que os aliados – principalmente o PT - não votem nos “arquitetos do golpe”.

Alô, alô

Até agora nenhum senador do PMDB respondeu ao senador Cristovam Buarque (PPS- DF). Na carta de três folhas, Cristovam concorda que é“natural” que o próximo presidente do Senado seja do partido majoritário, mas que deveria também apresentar uma outra alternativa além de Eunício Oliveira (CE). Reclama da falta de uma agenda para o Senado que “sirva ao Brasil”.

Tinta na caneta

Assim como na Câmara, a Mesa Diretora do Senado tem à disposição a oportunidade de nomear 120 servidores em cargos de confiança. Somente a presidência tem direito a 39.

Mais cargos

A primeira Secretaria tem 15 cargos à disposição. A soma da 2ª, 3ª e 4ª Secretarias é de 39 nomeações. As suplências de secretarias podem indicar 27 afilhados.

O retorno

Senador paranaense pelo PV, Álvaro Dias, retorna esta semana para o Senado. Sobre a eleição na Mesa, avisa que não vota em Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Olhar de jogador

O senador Romário Faria (PSB-RJ) escolhe em março uma editora para seu livro sobre a CPI do Futebol. A edição de cerca de 200 páginas terá uma narrativa pessoal.

Rolo no campo

Romário vai relatar episódios de sua vida pessoal e seu espanto diante de tantas mazelas que assistiu no esporte preferido dos brasileiros.

Batismo

Comissão de Ética da Presidência da República realiza a primeira reunião de 2017 no dia 30 de janeiro. Um dos assuntos do encontro será a representação do líder da bancada do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), contra Francisco de Assis Filho. A Comissão também poderá discutir as denúncias contra o ex-ministro do Governo Geddel Vieira Lima.

Não é comigo

Recém-nomeado secretário Nacional de Juventude do governo Temer, Francisco Assis é réu em uma ação de improbidade administrativa na justiça do Maranhão, sob a acusação de ter sido funcionário “fantasma” na prefeitura de Pio XII. O secretário disse que está tranquilo e que as denúncias não são contra ele.

Pressão

Os motoristas de caminhões graneleiros estarão nesta semana em Brasília. Querem a intermediação do governo para que os trandings aumentem o valor do frete.

Ponto Final

De um agente da Força Nacional de Segurança: “É tanta gente morrendo nas cadeias que daqui a pouco vão criar o chacinômetro”.

Últimas de Brasil