Coluna Esplanada: O que está em jogo na disputa pela presidência da Câmara

O grupo político do presidente que vencer a disputa vai indicar os presidentes das comissões de Constituição e Justiça e do Conselho de Ética – que poderão atuar para blindar os políticos citados por Odebrecht

Por O Dia

Brasília - Duas pautas e três importantes cargos de comissões escondem o que está em jogo, há meses, na acirrada disputa pela presidência da Câmara que se encerra amanhã: o futuro de mandatos de deputados enrolados na delação de Marcelo Odebrecht, e o pacote de reforma tributária que o presidente Michel Temer mandará para o Congresso.

O grupo político do presidente que vencer a disputa vai indicar os presidentes das comissões de Constituição e Justiça e do Conselho de Ética – que poderão atuar para blindar os políticos citados por Odebrecht. Os indicados para a futura comissão de reforma tributária terão poder de interlocução com empresas para leis que as beneficiem.

Pós-Mesa

Assim que passar a disputa da presidência do biênio 2017-18 da Câmara, o Planalto se volta para outra que já ferve: quem será o candidato do PMDB o sucessor de Temer.

Os carequinhas

Dois grupos – e fortes – se dividem entre o chanceler José Serra (tucano que deve se filiar ao PMDB) e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, do PSD.

PSC dançou

Agnaldo Ribeiro (PP-PB) será o líder do Governo na Câmara. Desbancou o PSC de André Moura (SE). Os cristãos terão de contentarem com os cargos no 1º escalão.

Contramão da crise

O FCO, o fundo constitucional de fomento a empresas do Centro-Oeste, tem R$ 10 bilhões para investimentos em 2017 – ano passado o orçamento era de R$ 7 bilhões e nem todo ele foi demandado, revela o superintendente da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (SUDECO), Antônio Carlos Nantes.

Parceria inédita

A SUDECO iniciou entendimentos com o BNDES. “Formatamos com os técnicos do BNDES alguns tipos de investimento para atendermos o pequeno, médio e grande investidor, mas voltados para ações específicas. Como por exemplo a manutenção e recuperação das nascentes hídricas”. Assista na e-webtv https://bit.ly/2kNdbUF

Toc-toc

O embaixador da China, Li Jinzhang, foi duas vezes a Pirenópolis (GO), a 150 km de Brasília, no fim de 2016, atrás do embaixador do Brasil nos EUA, Sérgio Amaral – que tem casa lá. Passou por lá antes do chinês a embaixadora americana Liliana Ayalde. China e EUA, nesta ordem, são os maiores parceiros comerciais do País.

Que crise?

Os ingleses estão chegando. Um grupo comprou um quilômetro de terras de faixa de praia próximo à Fazenda Jacumã em Trancoso (BA). Planejam resort com cassino.

New face

Com a meta de renovação, os partidos escalaram 'olheiros' para filiar nomes fora da política, visando 2018. Há uma geração com a ascensão da Lava Jato. São procuradores, promotores, delegados e policiais que vão se candidatar com o discurso da 'limpeza'.

Passado a limpo

O senador Fernando Collor de Mello quer distribuir para políticos, magistrados e grandes empresários do País um livro de análise (e defesas) suas sobre o processo de seu impeachment da Presidência. É a sua versão para o caos.

Naufrágio (do bolso)

Com verão quente e pouco dinheiro para viajar, cresceu a demanda por piscinas infláveis. A Sieve, de inteligência de preços e conteúdo digital no e-commerce, mapeou preços dos produtos e encontrou disparidades de até 981% na piscina de 4.600 litros.

Boiada

O que se diz na turma do curral é que, com o leasing caro do jatinho para pagar e nova campanha da Friboi na chapa, o cantor Roberto Carlos voltou...a comer carne.

Verdade seja dita

Não rasparam a cabeça do Eike Batista na prisão. Apenas tiraram a peruca dele.

Ponto Final

Donald e Mickey (apelido do vice Mike) governam os Estados Unidos. Nem Walt Disney previu isso – e com tanta trapalhada encenada.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil