Por bianca.lobianco
Publicado 04/02/2017 17:26 | Atualizado 04/02/2017 17:34

Rio -  O apoio de parte da bancada do PT à eleição do novo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também envolveu o engavetamento do projeto que retira de ex-presidentes que sofreram impeachment o direito a quatro assessores e dois veículos oficiais com motoristas – para segurança e apoio pessoal – com despesas custeadas pela União. Se fosse aprovada, a proposta atingiria os ex-presidentes Fernando Collor (PTN- AL) e Dilma Rousseff (PT). O projeto está – e vai ficar – paralisado na Comissão de Constituição e Justiça.

“Passarim”

Chama-se “Passarim” o documentário que narra a sanha latifundiária de Eunício. O breve vídeo, produzido por ex-alunos da UnB, fala da Fazenda Santa Mônica em Goiás.

Topografia do poder

A Santa Mônica é uma das maiores fazendas do país. Abrange área rural de Olhos D’água, Alexânia e Abadiânia, e foi invadida por sem-terra numerosas vezes.

Migalha$

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vai pedir à Mesa-Diretora “austeridade” no controle de gastos da Casa. Em especial pente-fino em notas de despesas corriqueiras.

Meia-roda..

Avançam as investigações da Polícia Federal sobre suposto esquema de fraude no programa de transporte escolar em Uberlândia (MG) custeado pelo Fundeb. Desde 2013, a Coopass, cooperativa responsável pelo transporte dos estudantes, opera sem licitação por intermédio de um contrato emergencial.

..e contramão

A empresa seria ligada ao vereador Alexandre Nogueira (SD-MG). O contrato foi rompido em 2015 depois do racha entre Nogueira e o então prefeito, Gilmar Tato (PT- MG). No mesmo ano, foi retomado com a gestão da empresa sob suspeita.

Caixinha motorizada A suposta fraude pode ter gerado R$ 50 milhões de rombo aos cofres públicos nos últimos três anos.

Pega-geral

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) sabe de algo que não sabemos sobre a Lava Jato: “Tem que abrir (o sigilo). Acho que tinha que ter sido aberto antes da eleição dos presidentes da Câmara e do Senado; porque todos estamos sob suspeição.”

Pé na porta

Avisado pelo GSI de que havia petistas e simpatizantes do ex-presidente Lula no Hospital Sírio-Libanês, o presidente Michel Temer deu de ombros e avisou à comitiva: “Vamos entrar pela porta da frente”. E o fez, sob gritos de “golpista e traidor”.

Fortalecido

Com apoio das instituições católicas e evangélicas, entidades patronais e de empregados, o presidente do TST, ministro Ives Gandra Filho, está cada dia mais cotado para a vaga de Teori Zavascki no STF. O zum-zum aumentou com a participação de Ives na posse dos novos ministros na sexta, ao lado de Michel Temer.

A conferir

Fontes palacianas lembram que o nome de Ives conforta Temer pelo fato de já ter passado por duas sabatinas (quando foi nomeado para o TST e, depois, para o CNJ). Reputação hoje é o quesito mais importante para uma vaga importante no Judiciário.

Ameaça 1

O repórter goiano Yago Sales é alvo de ameaças após publicação de reportagem na Tribuna do Planalto. Revelou que Daniel Batista de Moraes, dito pastor, explorava e agredia internos da clínica para viciados que mantinha em Aparecida de Goiânia.

Ameaça 2

Condenado por homicídio e por tentativa de assassinato em 2012, Moraes é foragido da Justiça. Ele enviou ameaças por áudio a um ex-diretor da clínica, e também ao repórter.

“Deveriam ter pensado antes de ter mexido no meu passado. Agora vocês trouxeram o meu passado para o seu quintal”.

Ponto Final

“A primeira bandeira do PT eu é que fiz. Tinha um tecido vermelho, italiano, um recorte, guardado há muito tempo. Costurei a estrela branca. Minha casa era o centro. Foi assim que começou o PT.”

Da ex-primeira dama, Marisa Letícia Lula da Silva.

Você pode gostar