Esplanada: Temer tem maioria de votos no TSE no processo da chapa com Dilma

A informação de palacianos é comemorada, com cautela, no Planalto

Por O Dia

Brasília - O presidente da República, Michel Temer, tem a maioria dos votos no Tribunal Superior Eleitoral no processo que pede a cassação da sua chapa com Dilma Rousseff.

A informação de palacianos é comemorada, com cautela, no Planalto. Seria, hoje, um voto apenas de vantagem, mas que faz a gigantesca diferença de mantê-lo no cargo.

GiGi, o Furioso

A atriz e apresentadora apelou, mas não reverteu. Monica Iozzi foi condenada pela 8ª Turma Cível a pagar R$ 30 mil de indenização do ministro do STF Gilmar Mendes.

Operação abafa

O Palácio deflagrou a “Operação Abafa” para evitar a instalação de CPIs para investigar o rombo e supostas fraudes na Previdência e o escândalo de adulteração de carnes que contava com a participação de fiscais do Ministério da Agricultura.

Briga de foice

No Senado, Paulo Paim (PT-RS) já obteve o apoio de 46 colegas para instalar a CPI da Previdência. O Palácio mobilizou líderes para retirar rubricas e enterrar a CPI. Na Câmara, a blindagem à CPI da Carne será feira pelo presidente, Rodrigo Maia.

Abuso parado

Parado há três meses no Senado, o projeto que prevê punições para o abuso de autoridade voltou a ventilar nos corredores após a operação Carne Fraca. De autoria do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), a polêmica proposta tramita na CCJ.

Sem confusão

A relatoria é do senador Roberto Requião (PMDB-PR). O presidente da CCJ, Edison Lobão (MA), no entanto, mantém a posição de que “não dará prioridade ao projeto”.

Cautela

A ADPF decidiu não soltar nota de apoio, por ora, ao delegado Maurício Moscardi, criticado pelo Governo pela condução da Carne Fraca. Só se ele pedir.

Alarme

Presidente da Associação dos Delegados Federais, Carlos Sobral diz que confia na investigação da Carne Fraca mas admite que houve falha na comunicação ao destacar números e citar como a maior de todos os tempos. Isso assustou demais o mercado.

#VaiTerVolta

O delegado federal Eugênio Ricas, secretário de Justiça do Espírito Santo, está perto de prender o hacker que capturou seus dados pessoais e divulgou nas redes sociais durante a crise da segurança na greve da PM no Estado, no início do ano. A Polícia Civil já descobriu que o elemento é reincidente e há suspeita de ser ligado a um partido.

Algema digital

Ricas citou uma “guerrilha digital” durante a crise e que 80% das manifestações nas redes sociais a favor da greve da PM eram de fora do Estado. Meia hora depois seu perfil no Linkedin e suas redes foram hackeados.

Corte nobre...

A oposição no Senado quer ouvir o fiscal agropecuário federal Daniel Gouvêa Teixeira que denunciou irregularidades na Superintendência de Agricultura do Paraná reveladas pela operação Carne Fraca. A ordem do Governo é derrubar os requerimentos.

...e banho-maria

Flagrado em áudio da operação Carne Fraca como deputado, o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, e o diretor da PF, Leandro Daiello, sentariam à mesa essa semana para discutir o orçamento da corporação para 2017. Ficou para uma próxima.

Colapso

O delegado e deputado federal Fernando Francischini (PSDB-PR) disse que são preocupantes as informações na lista do PGR Janot enviadas ao STF. E cravou: “Estamos à beira do colapso”. Foi no VII Congresso Nacional em Florianópolis ontem.

Ponto Final

“Avante Brasil! Somos mais forte que a crise”

Do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, dias antes de a Polícia Federal fazer uma devassa na pasta na operação Carne Fraca.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil