Por thiago.antunes

Brasília - Em 15 de maio de 1984, Maria Martins Pereira, com 18 anos, e Percília Vicente, de 24, entraram quase ao mesmo tempo no Hospital de Quirinópolis (GO), e deram à luz duas meninas. Cada uma saiu de lá com um bebê nos braços. Na quarta-feira, passados 32 anos, exames de DNA confirmaram que as crianças foram trocadas.

Keila Borges, criada como filha por Maria, é filha de Percília. Elisângela Vicente Maciel, que ama Percília como mãe, é filha biológica de Maria.  Em janeiro, uma prima de Keila encontrou na igreja uma mulher muito parecida com ela.

“Minha prima ficou tão impressionada que fez uma foto e me mandou”. A prima , conversando com a mulher, descobriu que tinha uma irmã que havia nascido no mesmo dia e na mesma maternidade. Ela conversou com a mãe e as duas fizeram exame de DNA.

A mulher com quem a prima se encontrou é Eliene Maciel, irmã biológica de Keila. Keila já decidiu que vai ter duas mães. 

Você pode gostar