Curitiba terá esquema de segurança para depoimento de Lula na Lava Jato

Segurança será reforçada para evitar confronto entre manifestantes contra e a favor do ex-presidente

Por O Dia

Paraná - A cidade de Curitiba se prepara para o interrogatório do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira. A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) do Paraná montou um esquema especial para garantir que o depoimento aconteça sem intercorrências e evitar confronto entre manifestantes contrários e favoráveis a Lula. Será a primeira vez que o juiz Sérgio Moro e o ex-presidente ficarão frente a frente no processo da Operação Lava Jato.

Haverá um bloqueio em um raio de 150 metros em torno do prédio e apenas jornalistas credenciados e moradores poderão passar pelos policiais. A Polícia Militar vai cuidar da segurança redor do prédio da Justiça Federal, que será monitorado pela Polícia Federal. Os prazos processuais e o atendimento ao público serão suspensos no dia do interrogatório. 

A PM informou que monitora e já tem notícias de grupos favoráveis e contrários que se deslocam para a cidade, mas não confirmou o número de pessoas, que ficarão em pontos distintos de Curitiba. 

Ex-presidente Lula irá depor para o juiz Moro, da Lava Jato. Protestos contra e a favor estão marcadosReuters

Nesse processo, Lula é acusado de receber propina da empreiteira OAS por meio das reformas de um apartamento tríplex no Guarujá e de um sítio em Atibaia, ambos em São Paulo. A defesa do ex-presidente nega que ele seja dono dos imóveis.

Últimas de Brasil