Pinheiro entrega agenda a Moro

A defesa do empreiteiro, que está preso desde setembro, tem duas condenações no total de 39 ano

Por O Dia

Brasília - Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira OAS e e-amigo de Lula, entregou à Justiça nesta terça-feira “registros de encontros” com o ex-presidente, com o presidente do Instituto Lula, e com o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

A defesa do empreiteiro, que está preso desde setembro, tem duas condenações no total de 39 anos e busca os benefícios da delação premiada, afirmou que os registros dos encontros estavam na agenda dos celulares do empreiteiro.

O documento indica três reuniões no Instituto Lula: em 23 de fevereiro de 2012, em 27 de julho de 2012 e 16 de abril de 2013. O material foi anexado à ação penal na qual Léo Pinheiro e Lula são réus.

Os documentos foram entregues com o objetivo de corroborar o depoimento do empreiteiro ao juiz federal Sérgio Moro, no qual o executivo afirmou que o triplex de Guarujá (SP) era de Lula.

Pinheiro também afirmou a Moro que fez reformas no apartamento com dinheiro de propina. A defesa de Lula diz que o depoimento foi ‘uma versão combinada com o Ministério Público Federal”.

Últimas de Brasil