Esplanada: Temer afirma que faltaram trechos em áudio, dizem interlocutores

'Estranho, me lembro que havia sido falado família, que ajudava a família (de Cunha)', afirmou o presidente aos ministros palacianos

Por O Dia

Brasília - Assim que ouviu o áudio da conversa com Joesley Batista, o presidente Michel Temer decidiu pedir à Polícia Federal para fazer uma perícia, mas os jornais se anteciparam. Ele tem certeza de que houve edições porque faltaram na gravação trechos do diálogo, segundo interlocutores. “Estranho, me lembro que havia sido falado família, que ajudava a família (de Cunha), e tenho convicção, e isso não está no áudio”, disse Temer aos ministros palacianos. O presidente também se disse surpreso com a atitude da Procuradoria Geral da República, que enviou o áudio para o STF sem perícia.

In loco

Aécio Neves foi visto no 5º andar do Hotel Unique, em SP, com o primo Frederico, dias antes do pagamento da suposta propina. Almoçaram juntos no restaurante do skyline.

In loco 2

Aécio estava tenso e o primo com semblante preocupado. O senador foi lacônico para o assessor: “Você pega um voo para o Rio hoje, né?”, no que o primo concordou.

De família

Hoje o PMDB inaugura a nova sede da Fundação Ulysses Guimarães em BH. Newtão Cardoso terá uma sala para despachar. Este grupo é adversário de Michel Temer.

Fora do jogo

Outro grupo, ligado a Toninho Andrade, o vice-governador, é ligado a Temer. Newtão, ex-governador, e o filho deputado federal, foram esnobados pela executiva na transição.

Chance do vice

A defesa do vice-governador do Amazonas, Henrique Oliveira, impetrou no STF uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) com pedido de dissociação de seu nome da chapa do governador José Melo (PROS), na acusação de que este comprou votos na eleição de 2014, motivo da cassação da chapa no TSE.

Blindado

Na ADPF, os advogados frisam que “ninguém pode ser punido por atos que não praticou e nas decisões não se demonstrou nenhuma ilicitude praticada pelo Vice-Governador”, que se prova inocente.

Ah, dona Rosa Weber..

A ação também questiona a decisão monocrática da presidente do STF, ministra Rosa Weber, que decidiu pelo afastamento de Mello antes da publicação do acórdão do TSE no D.O. da Justiça. Dois escritórios de advocacia auxiliam no caso.

Marun x OAB

Da tropa fiel a Temer, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) critica o Conselho Federal: “A OAB, que é contra as reformas da Previdência e trabalhista, decidiu pedir o impeachment do presidente. Virou a locomotiva do atraso”.

O padrinho

J.Hawilla é quem está por trás da venda do passe de Vinícius Jr, 16 anos, do Flamengo para o Real Madrid. O empresário mora em Miami, monitorado pelo FBI, um dos pivôs da operação na sede da FIFA. Vinícius, que joga um bolão, vai embolsar uns R$ 20 milhões de luva ano que vem, além dos R$ 25 milhões de salário anual na Espanha.

Marra

O garoto nasceu numa favela de São Gonçalo, é monitorado por clubes da Europa desde os 13 e já é, digamos, um marrento com zagueiros. Mas só dentro de campo.

Radiografia do DF

Os índices de criminalidade caíram no DF, em especial o de homicídios, com baixa histórica. Mas assaltos a coletivos (inclusive no Plano) e casos de estupro (até entre familiares) preocupam. É um alerta para casos em todo o País. Dados revelados pelo secretário de Segurança, Delegado Edval Novaes, à e-webtv da Coluna. Assista no site.

Termômetro

Provas de que o País respira, apesar da crise. O Invepar cresceu 5,1% em receita, com R$ 437 milhões de EBITDA, alta de 1,5% comparado ao 1º trimestre de 2016. O tráfego de passageiros em Cumbica foi de 9,4 milhões de janeiro a março. E a movimentação de cargas aumentou 10,6% no mesmo período.

Tributária na fila

Em meio ao turbilhão de notícias ruins na política, um refresco em Brasília com debate propositivo de tema importante e não tão esquecido. O LIDE do DF, comandado por Paulo Octávio, recebe o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) para falar sobre as propostas da reforma tributária, amanhã, no Kubitschek Plaza.

Só gogó

A paralisação e piquetes nas portas das agências do BB é, por ora, gogó dos sindicatos de bancários. A direção do Banco avisou que não foi informada.

DNIT & CGU

O DNIT crava que foi das ‘primeiras autarquias do Governo a se adequar aos termos da Lei da Transparência, há vários anos’, e que agora aderiu ao programa da CGU.

?Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil