Michel Temer 'se equivocou' em entrevista ao falar sobre Carne Fraca e Joesley

O presidente vai buscar apoio para manter a governabilidade e minimizar os impactos da crise provocada pela delação da JBS

Por O Dia

Brasília - A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou, na manhã desta segunda-feira, que o presidente Michel Temer se equivocou ao dizer à "Folha de S.Paulo" que foi procurado pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, para falar sobre a Operação Carne Fraca. A declaração de Temer foi publicada nesta segunda pelo jornal. A conversa, grampeada por Joesley, no entanto, ocorreu dez dias antes da operação desencadeada pela Polícia Federal, exatamente no dia 7 de março. "O presidente se equivocou, se confundiu", afirmou a assessoria.

Temer reafirmou em entrevista a Folha que não renunciaráReprodução

Michel Temer chegou nesta segunda ao Planalto por volta das 10h. Ao longo do dia, ele deve ter uma jornada de conversas com ministros, lideranças da base aliada e assessores da área jurídica. O presidente vai buscar apoio para manter a governabilidade e minimizar os impactos da crise provocada pela delação de Joesley Batista ao Ministério Público e a divulgação de sua conversa com o empresário. 

Pela agenda divulgada pela assessoria do Planalto, Temer já recebeu em despachos os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento), além do secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, e os deputados Baleia Rossi (PMDB-SP), Carlos Marun (PMDB-MS) e André Moura (PSC-SE).

Últimas de Brasil