PF prende mafioso italiano em aeroporto

Segundo a polícia, Vincenzo Macri tinha a função de resolver assuntos internos da organização mafiosa, reunindo e transmitindo informações importantes e vitais

Por O Dia

São Paulo - A Polícia Federal deteve nesta sexta-feira, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, o italiano Vincenzo Macri, membro da N'drangheta calabresa e procurado pela Interpol, informou a instituição.

Macri, que utilizava um passaporte venezuelano, sob o nome de Angelo Di Giacomo, foi levado para a sede da Polícia Federal em São Paulo.

Vincenzo é filho do finado Antonio Macri, conhecido como o "Chefe dos dois mundos", que comandava a N'drangheta, organização mafiosa que opera a partir da Calábria, no sul da Itália.

"O detido tinha a função de resolver assuntos internos da organização mafiosa, reunindo e transmitindo informações importantes e vitais no eixo Siderno - Marina - Gioiosa Ionica - Canadá - Holanda", segundo a PF.

Também integrou, entre 2004 e 2015, uma organização criminosa que traficava drogas do Marrocos e da República Dominicana para a Holanda.

Nas últimas décadas, a N'drangheta se tornou a maior e mais temida organização criminosa da Itália.

Últimas de Brasil