Morre terceira vítima de explosão em sonda da Petrobras

Acidente ocorreu em navio sonda no Campo de Marlim, na última sexta

Por O Dia

Rio - A Petrobras informou a morte da terceira das quatro vítimas da explosão ocorrida na última sexta, na caldeira de máquinas do navio sonda NS-32 (Norbe VIII), no campo de Marlim, na Bacia de Campos. Eduardo Aragão de Lima, de 33 anos, morreu a 0h20 de ontem. Ele estava internado em estado grave.

A vítima era funcionário da Odebrecht Óleo e Gás (OOG), empresa responsável pela operação da sonda. 

Na sexta-feira, morreu Ericson Nascimento de Freitas, de 29 anos. No dia seguinte, a Petrobras informou a morte de Jorge Luiz Damião, de 44 anos. Os dois eram funcionários da IMI, prestadora de serviços para a Odebrecht. Outro trabalhador, de nome não informado, teve ferimentos leves e recebeu alta hospitalizar no sábado.

Em nota, a Petrobras informou que “autoridades competentes já foram notificadas e uma comissão foi formada para investigar as causas do acidente”. A explosão ocorreu às 7h48. Segundo o Sindipetro/NF, dois dos trabalhadores foram socorridos pela aeronave de emergência e os outros dois passaram por avaliação médica inicial a bordo da unidade, antes de serem levados para o hospital. O site Marine Traffic informou que o navio seguia, no Campo de Marlim, em direção ao Porto do Açu, em São João da Barra, Norte Fluminense. O navio tem bandeira das Bahamas e foi construído em 2011.

Últimas de Brasil