Adolescente tatuado na testa à força vai para reabilitação

Família não divulgou o local e informou que a intenção é que o jovem se recupere da dependência química antes de se livrar da tatuagem

Por O Dia

São Paulo - O adolescente cuja testa foi tatuada com a inscrição ‘Eu sou ladrão e vacilão' foi internado nesta terça numa clínica particular no interior de São Paulo. A família não divulgou o local e informou que a intenção é que o jovem se recupere do vício em álcool e drogas antes de se livrar da tatuagem.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, em parceria com a Faculdade de Medicina do ABC, vai se responsabilizar pela cirurgia do rapaz. O adolescente nega que tenha tentado roubar a bicicleta e diz que esbarrou nela porque estava bêbado.

Dono da bicicleta que o adolescente teria tentado roubar, Ademilson de Oliveira disse que, se estivesse na pensão em que mora, não teria deixado que a tortura acontecesse. 

“Quando cheguei em casa, o Maycon contou que tinha impedido o furto da minha bicicleta e mostrou o vídeo. Aquela imagem não sai da minha cabeça. Eu não consigo dormir nem comer. Minha vida parou”, disse Oliveira, ao jornal Agora.

Oliveira tem 31 anos. Deficiente físico, ele usa a bicicleta para pedir esmolas na vizinhança da pensão onde mora, a mesma onde viviam o tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, e o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, autores da tortura contra o adolescente, que estão presos.

Últimas de Brasil