Ministro Marco Aurélio suspende afastamento e Aécio voltará ao Senado

Parlamentar havia sido afastado em maio, após operação baseada em delação dos executivos da JBS

Por O Dia

Brasília - Por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) das funções parlamentares foi suspenso nesta sexta-feira. Dessa forma, o tucano está apto a voltar as ativades de Senado.

O parlamentar havia sido afastado pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, em maio, após a deflagração da Operação Patmos, baseada nas delação da JBS.

A Procuradoria Geral da República havia requerido também a prisão de Aécio, mas Fachin negou e somente afastou o senador das funções parlamentares. Nesta sexta, Marco Aurélio também negou um recurso da PGR que insistia na prisão de Aécio.

Em delação premiada à PGR, o empresário Joesley Batista, da JBS, entregou gravação na qual o senador tucano pedia R$ 2 milhões, que, segundo investigadores, seria propina. A defesa de Aécio alega que o dinheiro seria um empréstimo e não teria irregularidade.

Aécio Neves (PSDB-MG) voltará ao Senado após decisão do STFAgência Senado

O senador também é alvo de outras investigações no Supremo. O tucano é acusado pelos crimes de corrupção e obstrução de Justiça. Aécio também está afastado da presidência do partido.

Com informações da Agência Estado

Últimas de Brasil