Esplanada: Raquel Dodge ficará frente a frente com 10 senadores investigados

Ela foi escolhida pelo presidente Michel Temer para o posto de Procuradora-Geral da República

Por O Dia

Brasília - Escolhida pelo presidente Michel Temer para o posto de Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge estará em algumas semanas frente a frente com nada menos que 10 senadores da Comissão de Constituição e Justiça investigados na Lava Jato.

Cinco parlamentares enredados nas denúncias de corrupção são do PMDB, partido do Governo. Entre eles o presidente do colegiado, Edison Lobão (PMDB-MA), alvo de quatro inquéritos abertos no STF, dos quais três na Operação Lava Jato.

Matriarca de chicote

A Coluna revelou dia 26 de Abril que Raquel Dodge era a preferida de Temer. Opositores tentaram ‘queimá-la’ espalhando que era contra a Lava Jato. Pelo contrário.

Restou um

Para evitar constrangimentos, Lobão indicou o senador Roberto Rocha (PSB-MA) para a relatoria da nomeação de Dodge. Ele não é investigado nem tem processos.

Indigestão

Os sentinelas que estavam na guarita principal do Palácio da Alvorada, na noite da invasão do carro, jantavam quentinhas e não perceberam a aproximação.

Stand by

Paulo Octávio é motivado por populares, empresários e amigos a se candidatar ano que vem, a qualquer cargo. Ele já foi deputado federal, senador e vice-governador do DF.

Titanic

Se o Governo já estava à deriva com ‘aliados’, agora virou um Titanic. Saltaram de 31 para 36 os deputados do PSDB que defendem abertamente o desembarque da base do Governo de Michel Temer. Apenas 10 parlamentares tucanos querem o adiamento da decisão, ligados aos quatro ministros da legenda na Esplanada.

Sincericídio

O vice-líder do Governo, Darcísio Perondi (PMDB-RS), merece o prêmio “sincericídio” ao afirmar pelos corredores da Câmara que o Palácio será generoso com os deputados “fiéis” por meio “instrumentos orçamentários” e manutenção de apadrinhados políticos.

Ideologia$

O deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) cobra do Ministério da Agricultura informações sobre a presença da Embrapa no exterior. Quer saber o orçamento e a estrutura das unidades mantidas na Venezuela, África, Europa e Estados Unidos. “Acredito que o plano de expansão não respeitou critérios técnicos”, em relação à África e Venezuela.

Que carinho

Um trecho do despacho do ministro Marco Aurélio (STF), que devolveu o mandato do senador Aécio Neves e negou prisão, foi tão bajulatório que só faltou pedir autógrafo.

Na gaveta

Escolhido relator, o deputado Carlos Meles segura, há 25 dias, pedido para que a Comissão de Fiscalização e Controle apure eventual fraude fiscal da JBS no mercado.

Iceberg

A suspensão da emissão de passaportes foi a ponta do iceberg da crise que atinge a Polícia Federal. Com o contingenciamento de mais de 40% no custeio previsto para esse ano, a corporação reduziu as operações após cortes de passagens aéreas, de combustível para as viaturas e de diárias de equipes em deslocamento.

No vermelho

O Ministério da Justiça dispõe de R$ 13 bilhões na previsão do Orçamento de 2017. Do total, R$ 6 bilhões destinados para a PF. Há meses, o MJ e Ministério do Planejamento estudam medidas para realocar recursos para a Polícia.

Resultado

Conota-se que o senador Romero Jucá (PMDB-RR) falava a verdade quando disse em grampo que precisavam (ele e aliados) estancar a Operação Lava Jato. É Jucá quem controla, direta ou indiretamente, a relatoria do Orçamento da União há anos.

Boa-Praça

Na terra do líder do PPS, Rubens Bueno, o secretário Carlos Pequito liberou os funcionários da prefeitura de Campos Mourão (PR) às 15h da sexta por causa dos protestos contra o Governo.

Cerco ao GDF

O deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) aprovou audiência pública para debater o uso do fundo constitucional pelo Governo do DF e questionar supostas pedaladas.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil