Jucá afirma que prisão de ex-ministro não muda rumos do governo

Geddel Vieira Lima foi responsável pela Secretaria de Governo até novembro do ano passado

Por O Dia

Brasília - O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou, nesta terça-feira, que a prisão do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, não impacta o governo de Michel Temer. Geddel foi preso na segunda pela Polícia Federal em Salvador e chegou hoje à Superintendência da PF em Brasília.

O senador lamentou a prisão preventiva de Geddel por considerá-lo um amigo e defendeu que a prisão “deve ser sempre o último recurso de uma ação judicial”. “A prisão como primeiro passo é algo muito forte, muito agressivo. Eu não conheço o processo, não posso opinar, mas de todo jeito a gente sente essa decisão. Agora, isso não impacta o governo, o governo está governando, o ministro já não era ministro há muito tempo”, disse.

Para líder do governo no Senado, prisão de Geddel não impacta rumos da política do PlanaltoJane de Araújo/Agência Senado - 24.5.16

Jucá ressaltou que o governo continua trabalhando e tem obtido resultados positivos. Ele citou o aumento da produção da indústria em 0,8% no mês de maio. “Nós estamos fazendo o dever de casa para recuperar o Brasil. Apesar das flechadas, apesar dos ataques, apesar dos problemas, da crise política fabricada ou não, o governo está focado em melhorar a vida dos brasileiros e nós vamos fazer isso”, declarou.

Últimas de Brasil