Advogados de Temer protocolam defesa na Comissão de Constituição e Justiça

Relator analisará a denúncia e os argumentos da defesa e deverá ler parecer na segunda-feira

Por O Dia

Brasília - Os advogados de Michel Temer entregaram, na tarde desta quarta-feira, a defesa do presidente à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) que irá analisar a denúncia contra Temer apresentada pelo Procuradoria-Geral da República (PGR). A defesa foi entregue às 16h pelos advogados Antônio Mariz e Gustavo Guedes.

Defesa contra denúncia foi protocolada nesta quarta-feira na CCJBeto Barata / PR / AFP

Caberá agora ao relator, deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), analisar a denúncia e os argumentos da defesa de Temer para elaborar o parecer sobre a admissibilidade ou não da denúncia apresentada pelo procurador Rodrigo Janot.

Pelo cronograma definido hoje na CCJ, o relator deverá apresentar seu parecer e voto na próxima segunda-feira  para leitura e discussão. Após a leitura, a defesa do presidente Temer poderá se manifestar. Também poderá ter pedido de vista coletivo por até duas sessões da Câmara, o qual será  concedido pelo presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG).

Temer está 'tranquilo'

Bastante assediado pela imprensa em sua chegada, Antônio Mariz comentou rapidamente o encontro que teve com Temer no Planalto e disse que o presidente "está tranquilo".

Questionado se haviam feito os últimos ajustes na defesa, Mariz afirmou que mostrou alguns poucos reparos ao presidente que, no entanto, não fez observações. "Ele não mudou nada, acho que a defesa está boa", disse.

Mariz afirmou ainda que se prepara para a sustentação oral que fará depois da leitura do voto do relator, previsto para segunda-feira. Ele disse que não vê sentido que o presidente Temer também faça sua defesa, como defendem alguns aliados.

Mariz chegou acompanhado do advogado Gustavo Guedes e dos deputados Carlos Marun (PMDB-MS) e Darcísio Perondi (PMDB-RS).

Com informações da Agência Estado

Últimas de Brasil