Juiz encaminha a Temer perguntas de Cunha sobre irregularidades no FI-FGTS

A lista inclui questionamentos se o presidente tinha conhecimento de pagamentos de vantagens indevidas

Por O Dia

Brasília - O juiz federal Vallisney de Souza Oliveira encaminhou nesta terça-feira, 4, ao presidente Michel Temer uma lista com 22 perguntas elaborada pela defesa do deputado federal cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no âmbito de uma ação penal que apura um suposto esquema de pagamento de propina para liberação de recursos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal.

Michel Temer e Eduardo Cunha almoçavam ou jantavam juntos pelo menos uma vez por semanaArquivo / Agência Brasil

Segundo a reportagem apurou, o presidente terá "preferencialmente" 10 dias para responder às perguntas, mas não é obrigado a apresentar esclarecimentos. Caso Temer decida não enviar respostas, o juiz federal Vallisney de Souza pode encaminhá-las novamente ao presidente, reiterando o pedido.

A lista inclui questionamentos se o presidente tinha conhecimento de pagamentos de vantagens indevidas. "Vossa Excelência teve conhecimento de alguma vantagem indevida, seja à época de Moreira Franco, seja posteriormente, para liberação de financiamento do FI-FGTS?", questionam os advogados de Cunha a Temer.

Últimas de Brasil