Ex-deputado Cândido Vaccarezza é preso em nova fase da Lava Jato

Líder da Câmara dos Deputados durante os governos Lula e Dilma, o petista foi alvo de prisão temporária

Por O Dia

São Paulo - O ex-deputado federal Cândido Vacarezza foi preso na manhã desta sexta-feira durante desdobramentos da Operação Lava Jato. Líder da Câmara nos governos de Lula e Dilma, o parlamentar foi alvo de prisão temporária. 

Vaccarezza já recebeu voz de prisão, mas encontra-se em sua residência, sob custódia da Polícia Federal. Ele será conduzido diretamente para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, informou nesta sexta-feira, 18, a assessoria da PF em São Paulo.

Líder da Câmara durante os governos Lula e Dilma%2C Vaccarezza foi preso na manhã desta sexta durante desdobramento da Lava JatoJosé Cruz/Agência Brasil

Agentes da PF realizam desde o início do dia a 43ª e 44ª fases da Lava Jato, denominadas respectivamente de "Sem Fronteiras" e "Abate". Os policiais cumprem 46 mandados judiciais, sendo 29 de busca e apreensão, 11 de condução coercitiva e seis de prisão temporária na capital paulista e Santos, em São Paulo, e no Rio de Janeiro.

“Na Operação Sem Fronteiras é investigada a relação espúria entre executivos da Petrobras e grupo de armadores estrangeiros para obtenção de informações privilegiadas e favorecimento na obtenção de contratos milionários com a empresa brasileira" informa a PF.

Na Operação Abate, a ação visa desarticular grupo criminoso que era apadrinhado por um ex-deputado federal, cuja influência era utilizada para a obtenção de contratos da Petrobras com empresa estrangeira, diz a nota da PF.

Nesta relação criminosa, segundo a PF, recursos foram direcionados para pagamentos indevidos a executivos da estatal e agentes públicos e políticos, além do próprio ex-parlamentar.

Com informações da Agência Brasil

Últimas de Brasil